Cidadeverde.com
Últimas

Caso Suzane Von Richthofen inspira jogo

Imprimir
O que leva uma pessoa a querer matar alguém? E a querer assassinar seus próprios pais, como fez a adolescente Suzane von Richthofen em outubro de 2002, auxiliada pelo namorado, Daniel Cravinhos, e pelo irmão dele, Cristian Cravinhos? Talvez essas sejam as principais perguntas (e motivações) do jogo Suzy and Freedom, lançado pelo professor e psicólogo Nicolau Chaud no final de 2013.


Criado especialmente para um especial de games de horror baseados em fatos reais, Suzy coloca o jogador na pele de personagens semelhantes a Suzane von Richthofen e os irmãos Cravinhos, desde o momento em que o casal se conhece em um parque até a prisão de Suzane, através de narrativas e minijogos bastante intrincados. O psicólogo conta que o jogo teve boa recepção no exterior, chamando atenção para o fato de que muitos estrangeiros ficaram interessados na história real.


A estrutura de Suzy and Freedom é bastante simples, e o jogo pode ser encerrado em cerca de uma hora de partida - a intenção de Chaud era ter feito um game muito maior, mas ele conta que precisou reduzir a narrativa por conta do prazo de um mês que tinha para conseguir participar a tempo do concurso, realizado no Halloween de 2013.


Outro destaque do jogo é a bem cuidada trilha sonora e a preocupação com o som: além de Nada Sei, do Kid Abelha, Chaud também utilizou uma versão com violinos de 'You Make Me Feel Brand New', do The Stylistics, para representar o amor entre Suzy e Daniel, e o som de batimentos cardíacos dão o tom nervoso de muitas cenas do jogo. O game está disponível para download gratuito para PCs em http://rpgmaker.net/games/5626/. Acima, a hora do assassinato dos pais de Suzy durante o jogo.


Fonte: Msn
Imprimir