Cidadeverde.com
Geral

IML define prazo para confirmar identidade de mortos em Monsenhor Gil

Imprimir


Antonio Nunes, diretor do Instituto de Medicina Legal (Foto: TV Cidade Verde/Reprodução)

O diretor do Instituto de Medicina Legal (IML), Antonio Nunes, disse no Notícia da Manhã desta quinta-feira (15) que exames de DNA devem confirmar até o dia 26 de janeiro a identidade das últimas três pessoas mortas no acidente entre um ônibus e um caminhão tanque na cidade de Monsenhor Gil em dezembro.

De acordo com o especialista, amostras de DNA das vítimas e de familiares foram enviadas a Brasília no último domingo. Dois peritos do IML acompanham o desenrolar do processo, que deve confirmar os três últimos corpos como José Beserra Neto, Ana Silva Oliveira e Flaviana da Silva Souza.

"O prazo para a identificação é de 15 dias, a contar da última segunda-feira (12). Os especialistas extraem o DNA dos tecidos enviados e compara com o dos parentes", explicou Antonio Nunes.

O acidente envolvendo o ônibus da empresa Transbrasiliana e o caminhão tanque ocorreu no Km 53 da BR-316, no município de Monsenhor Gil, localizado a 60 quilômetros de Teresina. A tragédia resultou na morte de sete pessoas. Quatro já foram identificadas: Antônio Francisco dos Santos, Rian de Souza Santos, Wilton da Silva Abreu e Xeiva Viana. Apenas três sobreviveram: José Carlos Alves de Andrade, Francisco José do Espírito Santo e Maria Vitória de Souza Abreu.

Flávio Meireles
Com informações da TV Cidade Verde
[email protected]

Imprimir