Cidadeverde.com
Esporte

Lutador Vitor Belfort alfineta Weidman por adiamento de luta

Imprimir

Vitor Belfort segue em árdua preparação para a disputa de cinturão dos médios do UFC, após mais uma lesão de Chris Weidman. Em postagem no Instagram nesta sexta-feira, o Fenômeno minimizou o terceiro adiamento do duelo e voltou a alfinetar o atual campeão da categoria. Segundo o brasileiro, o tempo extra de treinos serve para adquirir novas armas para o combate valendo o título. 

“A luta foi mais uma vez adiada, e sabe o que isso significa? Mais tempo para comprar novas armas", publicou Belfort, que busca o terceiro título em diferentes categorias do UFC – venceu o GP dos pesados em 1997 e conquistou o cinturão dos meio-pesados em 2004. 

A luta entre Weidman e Belfort pelo cinturão dos médios é especulada para ocorrer no UFC 187, em Las Vegas, em 23 de maio. O aguardado duelo já foi adiado em outras três oportunidades. Na primeira vez, a proibição para tratamento de reposição de testosterona (TRT) tirou o ‘Fenômeno’, adepto à terapia, do combate marcado para maio de 2014, sendo substituído por Lyoto Machida. O outro encontro foi agendado para o UFC 181, em dezembro passado. Mas Weidman precisou ser submetido a uma cirurgia no joelho e não teve tempo hábil para recuperação. 

O último cancelamento também foi motivado por lesão de Chris Weidman. O norte-americano lesionou a costela durante um treino, e a luta no UFC 184, em 28 de fevereiro, em Los Angeles. teve de ser desmarcada Como solução, o UFC ofereceu a Belfort a chance de disputar um cinturão interino contra Lyoto Machida. O Fenômeno descartou a possibilidade de enfrentar o compatriota e sugeriu os nomes de Yoel Romero e Mark Munoz. A contraproposta, entretand, foi rechaçada pela organização. 


Fonte: Superesportes

Imprimir