Cidadeverde.com
Destaques da TV/Rádio

Grupo Cultural Raízes do Nordeste conta sua história no Teófilo Piauizando

Imprimir
  • danca_8.jpg Reprodução/TV Cidade Verde
  • danca_7.jpg Reprodução/TV Cidade Verde
  • danca_6.jpg Reprodução/TV Cidade Verde
  • danca_5.jpg Reprodução/TV Cidade Verde
  • danca_4.jpg Reprodução/TV Cidade Verde
  • danca_3.jpg Reprodução/TV Cidade Verde
  • danca_2.jpg Reprodução/TV Cidade Verde
  • danca_1.jpg Reprodução/TV Cidade Verde

Neste sábado(21), o programa Teófilo Piauizando destacou a história de sucesso do grupo cultural Raízes do Nordeste, da comunidade Vazantinha, em Parnaíba-PI.

O grupo, que existe há 12 anos, começou com o nome de PTFM, formado com as iniciais de Priscila, Fabiana, Tatiane e Mariana, criadoras do grupo. Mas posteriormente, com a entrada de novos componentes, virou a Cia de dança PFTM.

E foi com esse nome que o grupo conquistou, em 2007, o primeiro lugar em uma competição. Foi no Circuito Cultural Jovem, importante festival de dança de Parnaíba. A coreografia premiada se chamava  “Águas”.

A vitória foi muito significativa para o grupo, que entrou na competição desacreditado. Segundo a dançarina Fabiana Reis, na época elas ouviram que nenhum grupo de fundo de quintal iria ganhar o festival.

Depois da conquista, outros prêmios vieram, como o primeiro lugar no Festival Estudantil de Identidade Cultural do Piauí, em 2008, o que proporcionou ao grupo a oportunidade de vir a Teresina para sua primeira apresentação no palco do teatro 4 de setembro. 

Nesse período a companhia já tinha se transformado em Grupo Cultural Raízes do Nordeste e participava do projeto da Aliança Mandu(Movimento de Articulação Norte Piauiense para o Desenvolvimento Sustentável), coordenado pela Care Brasil.Estar no projeto representava mais estrutura para ensaios e apresentações. 

Hoje, o grupo é um dos mais criativos e elogiados do Estado. Ano passado ganhou o Festdança em Teresina, como melhor conjunto de dança popular, com a coreografia Maculelê, ficando assim classificado para a 23ª Competição Internacional de dança Passo de Arte, que vai acontecer agora em julho, em Indaiatuba/São Paulo. O lado ruim dessa história é a falta de apoio para a viagem.

Além da dança, Raízes do Nordeste também realiza um projeto social, intitulado “Faça uma criança sorrir”, onde desenvolve ações solidárias , como distribuição de brinquedos para menores carentes no período do natal e dia das crianças.

O grupo ainda luta para construir uma sede própria, onde teriam uma estrutura melhor para os ensaios. O piso para a obra  já foi doado, mas falta muito para esse sonho se tornar realidade e enquanto não se realiza elas ainda ensaiam em escolas, meio de rua ou em suas próprias casas, como revelou a integrante Fabiana Reis, orgulhosa pela história do grupo.

Para mais informações sobre o Raízes do Nordeste acesse o blog http://grupoculturalraizesdonordeste.blogspot.com.br/

Marcelo Lopes

[email protected]

Imprimir