Cidadeverde.com
Geral

Mulher é estuprada e morre em hospital com quadro de politraumatismo

Imprimir

Encontrada em estado de choque após ser estuprada e agredida no último domingo (14), a trabalhadora rural Raimunda Sousa Leite, de 57 anos, morreu na manhã desta quinta-feira (18) por conta das várias agressões que sofreu durante o crime. De acordo com a delegada Tânia Miranda, titular do Núcleo Investigativo de Feminicídio do Piauí, o suspeito já foi identificado e trata-se do lavrador Cícero da Silva Oliveira, de 39 anos.

A causa específica da morte não foi divulgada mas, segundo a delegada os laudos constataram o abuso e a agressão. "Ela foi abusada sexualmente das mais variadas formas e após os abusos, na intenção de mata-la, ele agrediu fisicamente todo o corpo dela com socos, mordidas e tudo principalmente na região da cabeça. Ela estava com o rosto bastante desfigurado", acrescentou a delegada.

Para a Polícia não resta mais dúvidas sobre a autoria do crime por Cícero e a delegada explica que as provas e as testemunhas levaram a confirmação. "Para a Polícia não há mais dúvidas que Cícero é o autor do crime.  Estive em Valença até ontem e a investigação já está em um estágio avançado. A materialidade já está comprovada, ouvi a vítima, as testemunhas e todos os laudos já estão concluídos. Além disso conseguimos apreender no local do crime as roupas que ele estava utilizando e um boné dele que foi reconhecido por várias testemunhas que o viram no dia do crime", explicou a delegada.

Tânia Miranda garante ainda que o suspeito deve ser preso ainda hoje. A Polícia realiza buscas desde domingo e segundo informações coletadas ele ainda se encontra na região. "Temos uma equipe do GPI de Teresina sob o comando do delegado Paulo Nogueira, que também está na área e todo o suporte da PM de Picos e de Valença, que também estão na região. Ele é caçador e então conhece muito bem o espaço, mas as buscas estão em andamento e se preciso for acionaremos o helicóptero. É uma questão de horas essa prisão", garantiu a delegada.

Cícero da Silva já tem passagens pela Polícia e responde a dois processos por roubo no município de Picos e Tauá no Ceará. Por morar na região, a vítima explicou a delegada que já o conhecia de vista e descreveu como foi a ação.

"Eles se encontraram em uma churrascaria de Valença. Ela já conhecia ele de vista. Eles tomaram uma cerveja e ele a convidou para ir a um outro local. No percurso ele desviou o caminho e tomou o rumo do local onde ocorreu a agressão", descreveu a delegada.

Com a morte da vítima, quando preso, Cícero passará a responder pelo estupro e pela prática de feminicídio.

Rayldo Pereira
[email protected]

Imprimir