Cidadeverde.com
Geral

Mais um detento é morto com golpes de barras de ferro na Custódia

Imprimir

O detento identificado como Rafael Bezerra da Silva, 30 anos, foi assassinado com vergalhões dentro da Casa de Custódia, nesta quarta-feira (05). A vítima sofreu várias perfurações e ficou com duas barras de ferro cravadas nas costas. O crime dentro do presídio ocorre há menos de uma semana da morte de Clécio José Alves dos Reis, conhecido como Palhaço, agredido por mais de dez detentos, no pátio da unidade prisional, no último dia 31. 

O diretor administrativo do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), Cleiton Holanda, informou que as agressões ocorreram no pavilhão "H". "Ainda estamos colhendo informações e por enquanto só sabemos que o crime ocorreu no pavilhão "H", onde só existe um lado para o banho de sol. Os presos estavam armados com vergalhões tirados da própria estrutura do presídio e o agrediram muito. Ele ficou irreconhecível", disse o Holanda. 

Os suspeitos de participação na morte ainda estão sendo identificados. De acordo com dados do Sinpoljuspi, este é o 11º assasssinato em presídios no Piauí, em 2015. "Além dessas mortes, mais seis presos monitorados também foram vítimas de homicídios e outros nove por probelmas de saúde", reitera o diretor do Sinpoljuspi. 

Diante da reicindência de mortes no sistema prisional do Estado, Cleiton Holanda fez críticas ao Núcleo de Inteligência Prisional e conta que o sindicato está elaborando um relatório sobre a violência nos presídios do Piauí, documento que será entregue ao Ministério Público, OAB, Secretaria de Justiça e Organização Internacional do Trabalho.

"Este núcleo só age quando acontece mais uma morte, enquanto deveria atuar antes, para prevenir assassinatos, fugas e tentativas de homicídio. Estamos preocupados com o servidor e com a matança exagerada de presos. Nada está sendo feito para barrar essa situação", desabafa Holanda.

 

Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir