Cidadeverde.com
Últimas

Delegacia do Idoso investiga fraude em caixas eletrônicos de quatro agências bancárias

Imprimir

A Delegacia do Idoso do Piauí estima que caixas eletrônicos pelo menos quatro agências bancárias de Teresina foram alvo de bandidos que instalaram equipamentos para roubar dados dos clientes, o chamado "chupa-cabra". O crime foi descoberto após aposentados se depararem com suas contas bancárias zeradas nesta semana.

Em entrevista no Notícia da Manhã desta quinta-feira (3), a delegada Daniela Barros confirmou que a maioria dos casos são da agência do Banco do Brasil localizada na Central de Abastecimento do Piauí (Ceapi), antiga Ceasa. Mas o problema já foi detectado no Banco do Brasil da Tabuleta e do São Cristóvão, além de em uma agência da Caixa Econômica Federal.

Um levantamento dos boletins de ocorrência está sendo feito para verificar a área de atuação dos bandidos e assim chegar a identificação dos responsáveis pelo crime, que apesar de não estar tipificado como tal na legislação brasileira, foi considerado algo hediondo pela delegada.

"A delegacia já está investigando desde o primeiro momento. O idoso tem essa situação vulnerável. Esses indivíduos do mal se aproveitam para subtrair e comprometem a subsistência do próprio idoso", declarou Daniela Barros.

De acordo com a delegada, a média de ocorrências dessa natureza é de 20 a 30 casos por mês em Teresina. Desde terça-feira, já são mais de 100 queixas - em uma tarde foram apenas 30.

A delegada informou ainda que irá conversar nesta quinta-feira com os gerentes das agências que tiveram seus caixas afetados. "Se de fato a segurança do banco tiver sido violada, o cliente não tem nenhuma responsabilidade. Ele é uma vítima", concluiu.

 


Fábio Lima
[email protected]

Imprimir