Cidadeverde.com
Entretenimento

"Rock in Rio vai ser estrondoso", garante DJ português Diego Miranda

Imprimir


Veterano no Rock in Rio, o DJ português Diego Miranda volta aos palcos do evento na próxima edição. Dessa vez, Diego se apresentará acompanhado do cantor, saxofonista e flautista Rodrigo Shá, fechando o palco Eletrônica no último dia de evento, 27 de setembro. "Essa conexão entre dois artistas de áreas diferentes, expoentes da música eletrônica e de países diferentes só pode resultar em explosão!", ele comenta.

Diego já se apresentou em duas edições consecutivas do Rock in Rio em Portugal. "É uma grande honra e um orgulho poder fazer parte deste evento, que é uma referência e muito significante na carreira de qualquer artista. Toco em muitos festivais por todo o mundo, mas o Rock in Rio consegue ser diferente de todos os outros, não só por ter um público de várias faixas etárias e de gostos diferentes, mas porque engloba concertos e outros espectáculos, o que gera um público mais diferenciado, tornando-se por isso um desafio maior". E completa, animado: "O público pode esperar uma apresentação com muita musicalidade e muita energia! Faremos um live para ficar marcado na história do Rock in Rio. Tenho certeza que será inesquecível!".

A sua segunda apresentação no festival coincidiu com o lançamento de seu primeiro hit, o Ibiza for Dreams, e ele relembra: "Fiz um live act com a cantora e foi arrepiante ver todo mundo cantar o meu tema naquela tenda maravilhosa. Foi de fato uma experiência inesquecível e foi sem dúvidas um marco muito importante na minha carreira".

Essa é a primeira vez que ele encara o público do evento em solo brasileiro. "Estou muito ansioso por poder tocar no Brasil, país que eu tanto amo e que já considero a minha segunda casa. Toco aí com muita frequência e considero o público incrível! Não tenho dúvidas que vai ser estrondoso", comenta.

O DJ destaca também a grande produção do Rock in Rio, que, segundo ele, "é de outro mundo". Devido à sua agenda de shows, ele não poderá acompanhar nenhuma atração ao vivo nessa edição e lamenta: "Gostaria muito, mas a minha agenda não o permite. Mas se eu pudesse assistir, seria Sam Smith. Sou fã e tenho muita curiosidade".

Com agenda cheia até o final do ano, Diego tem também alguns projetos em paralelo e que ainda precisam ser finalizados em estúdio. Em tour pela América do Sul, o que inclui o Brasil, ele passará também pela Ásia, África e Europa divulgando seu novo hit, Turn The Lights Out, com parceria de Mikkel Solnado.

Fonte: QUEM

Imprimir