Cidadeverde.com
Últimas

Presos cavam buraco em parede e 15 conseguem fugir da Casa de Custódia

Imprimir

Por volta de meio-dia deste domingo (27), cerca de 15 presos fugiram da penitenciária Casa de Custódia após pularem o muro. A Polícia Militar de guarda tentou evitar a fuga com tiros de fuzil mas não conseguiu. De acordo com um agente que não quis ser identificado, ainda na noite de ontem foram ouvidas batidas no Pavilhão D.

"Depois disso nós escutamos uma movimentação estranha e chamamos reforços. Quando entramos no pavilhão D, o pavilhão B furou um buraco no paredão, saíram pela lage e depois que saíram da estrutura dos pavilhões pularam o muro. Quando a gente viu, já tinham pulado pelo menos 10 presos. Com os tiros seguramos alguns, mas depois quando o clima já estava calmo, mais alguns tentaram fugir e pelo menos outros cinco conseguiram", contou o agente.

Logo após a fuga, seis presos foram recapturados ainda nas proximidades da Casa de Custódia. Uma moto de um morador da região foi roubada por um dos detentos que fugiu. O agente informou que ainda não foi feita a contagem de presos para ter certeza de quantos deles conseguiram fugir, mas de acordo com ele o clima é tenso e a guarda está de sobreaviso para evitar outras tentativas de fuga e possíveis rebeliões como as da última semana.

Após as duas fugas foi realizada uma vistoria de urgência na qual foram encontrados vários ferros retirados da estrutura. 

Parnaíba

O Sinpoljuspi confirma a fuga de 4 detentos da penitenciária de Parnaíba e uma tentativa de fuga da penitenciária Irmão Guido na madrugada da última sexta (25).

Rebeliões recentes

Na última semana as penitenciárias Casa de Custódia em Teresina e a Penitenciária de Parnaíba, enfrentaram violentas rebeliões. Os presos de Parnaíba se rebelaram cobrando por melhorias e um detento acabou ferido ao ser contido por um disparo de bala de borracha. A rebelião durou mais de 12h, e precisou do reforço do Corpo de Bombeiros pois os detentos queimaram os colchões.

Em Teresina a rebelião também durou cerca de 12 horas e o clima foi de muita tensão dentro e fora do presídio. Presos foram contidos com balas de borracha e mulheres de detentos chegaram a apedrejar e tentar queimar um ônibus que passava em frente ao local.

 

Em nota, a Secretaria de Justiça informou que está investigando as causas da fuga e que está intensificando as vistorias nas unidades.

Confira a nota na íntegra:

A Secretaria de Estado da Justiça do Piauí (Sejus) informa que está atuando, por meio da Diretoria de Inteligência e Proteção Externa (Dipe) e em conjunto com a Polícia Militar, na recaptura de seis detentos que fugiram do pavilhão B da Casa de Custódia de Teresina por volta das 14h deste domingo (27). Constatada a fuga, a gerência da unidade realizou o procedimento padrão, comunicando à Dipe, Polícia Militar e à Força Tática da PM, para que se iniciasse a diligência de recaptura, bem como a recuperação da estrutura danificada pelos fugitivos. Em 2015, mais de 60 tentativas de fugas foram abortadas em todo sistema prisional. A Sejus está investigando as causas da fuga e ressalta que continua intensificando as vistorias nas unidades, reforçando a cooperação dos agentes de segurança e buscando outras medidas para manter a ordem no sistema penitenciário.

 

Flash de Jordana Cury 
Rayldo Pereira (da Redação)
[email protected]

Imprimir