Cidadeverde.com
Política

Secretário rebate críticas e diz que pessoas trocaram jegue por motos no interior do Piauí

Imprimir

O secretário estadual de Transportes, Luciano Paes Landin, rebateu nesta terça-feira (11) as críticas feitas depois da publicação do Guia 4 Rodas, que incluiu a PI-140 n o ranking das piores estradas do Brasil. O gestor disse que as pessoas se esquecem do número de rodovias que o Estado possuía na mesma listagem, e disse que com o asfaltamento e melhoria das estradas a população está trocando os jumentos por motos.
"Quem vai colocar um ônibus em uma estrada ruim para rodar? Quem vai andar de moto em uma estrada ruim? Antes, as pessoas andavam era de jegue e agora estão comprando motos", disse Paes Landin em entrevista ao Cidadeverde.com. Ele destacou que nas outras edições do Guia, o Piauí contava com sete rodovias entre as piores do país, e hoje possui apenas uma delas entre as mais destacadas. A rodovia dá acesso a São Raimundo Nonato, sul do Estado, cidade do Parque Nacional Serra da Capivara.
 
"O Piauí melhorou dezenas de estradas. Nós não podemos é melhorar todas de uma vez", acrescentou o secretário, que reconheceu a existência do problema. "Nós comparamos a situação dela com a estrada de Palmeirais, que tem um asfalto muito velho e nós estamos trocando ele todo. Para a PI-140, já existe licitação no DER - Departamento de Estradas e Rodagem", completou Paes Landin.
 
O secretário disse ainda que antes do governo Wellington Dias somente 90 cidades possuíam estradas, das 223 de todo o Piauí, e hoje 175 possuem acesso às rodovias federais. A última licitação foi para a estrada da Barragem do Bezerro, assinada ontem, com 2,9 quilômetros de extensão. Ele afirma que as empresas de asfalto estão com problemas para atender o volume de obras realizadas pelo Estado.
 
Tags:
Imprimir