Cidadeverde.com
Últimas

Obras estão causando assoreamento do Poti, diz secretário

Imprimir
  • ff094633-8b39-4cbb-93d1-33413bc24bac.jpg Wilson Filho
  • ba03e910-1020-4f33-aeac-cb90f9ae8c70.jpg Wilson Filho
  • 0851d4d3-1183-4c20-b875-e3f24b9b62fa.jpg Wilson Filho
  • 526e547b-e277-4ae8-8f10-e8318c975009.jpg Wilson Filho
  • 422aa0a0-43d4-444d-a25f-2da9cb1b4eb4.jpg Wilson Filho
  • 309a58e8-6465-46ba-9124-2b8b9ca92d0c.jpg Wilson Filho
  • 65eb12cb-d8d3-4d1f-8ac2-0c6687bafbf3.jpg Wilson Filho
  • 9a280e7c-d02a-4f7e-a681-4a784918ebd9.jpg Wilson Filho
  • 8b4ac9be-8f22-4c66-a505-75f73f524767.jpg Wilson Filho
  • 6c26630d-52f0-47c6-925f-db3445a161c5.jpg Wilson Filho
  • 2b45f0ba-ad30-4976-af7a-c3fe4a1edbbc.jpg Wilson Filho

O secretário executivo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Claudinei Alves disse que a construção da Ponte Wall Ferraz II e da Via Marginal Sul provocou o assoreamento do rio Poti no local. A declaração foi dada durante audiência pública sobre o Meio Ambiente, realizada nesta terça-feira (7), na Câmara Municipal de Teresina. 

No entanto, o gestor ressaltou que a calha do rio será recuperada após o término da construção, pela construtora que venceu a licitação das obras. "Existe um banco de areia próximo à ponte Wall Ferraz, de onde a Prefeitura já retirou mais de 300 mil metros cúbicos de material, mas pela dinâmica do rio, esse material voltou a se acumular", destacou o secretário.

Alves explicou que a areia que estava acumulada se deslocou para a obra dos alicerces da ponte Wall Ferraz II. "A construtora é responsável tanto pela obra quanto pela desmobilização desse materia. Ou seja, tem que tirar toda a areia que esteja comprometendo a calha do rio. Esse foi um dos pontos já apresentados quando a empresa mostrou o estudo ambiental", alegou.

A audiência sobre o Meio Ambiente foi proposta pela vereadora Teresa Britto (PV). A sessão faz alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no dia 5 de junho. Na audiência, além da Semam, estão presentes representantes da Secretaria Municipal de Planejamento, do Conselho de Arquitetura e Urbanismo, além de lideranças comunitárias e grupos de defesa do Meio Ambiente. 

"É muito importante nós discurtimos o Meio Ambiente, pois devemos protegê-lo sempre, já que temos a tarefa de cuidar dele. Precisamos de políticas corretas e de amor pelos animais, fortalecer as leis de arborização e proteger nossos rios", argumentou a vereadora, durante a audiência.

 

Flash de Carliene Carpaso
Redação de Jordana Cury
[email protected]

Imprimir