Cidadeverde.com
Últimas

Rapaz diz que parada motiva homossexualismo e é preso

Imprimir

Um rapaz de aproximadamente 20 anos foi detido por volta das 13h desta quinta-feira (21) acusado de agressão verbal a manifestantes que divulgavam a Parada da Diversidade que acontecerá em Teresina.

 

De acordo com a presidente do grupo Matizes, Marinalva Santana, o rapaz estava passando pelo local  e se incomodou com a divulgação da parada. Inconformado em ouvir, o jovem se dirigiu para os manifestantes e iniciou um bate-boca. Ele afirmava que o movimento estava incentivando o homossexualismo em Teresina.

 

"Houve agressão verbal, já que o rapaz acusava os militantes de incentivar a "viadagem" na Capital. Ele chegou a ameaçar matar, com um revólver 38, pelo menos três "viados" ", ressaltou Marinalva Santana.

 

A coordenadora de Gerenciamento de Crises, Direitos Humanos da Polícia Militar, Major Júlia Beatriz, foi acionada e encaminhou os manifestantes e o acusado à Delegacia contra Práticas Discriminatórias. Os manifestantes registraram boletim de ocorrência e neste momento, todos prestam depoimento para a delegada Ana Kátia Esteves. O nome do acusado ainda não foi revelado.

 

O grupo Matizes informou ao Cidadeverde.com que entrará com uma denúncia contra dois policiais por abuso de autoridade. O grupo informou que os policiais trataram os manifestantes com truculência.

 

"Os policiais desligaram o som, chamou o rapaz de vagabundo e os manifestantes de baderneiros", afirmou Marinalva Santana.

 

Os manifestantes estavam na praça da Liberdade, no centro, e faziam panfletagem com a presença da Drag Queen Evora Fênix. O rapaz está sendo acusado de injúria, ameaça e prática de homofobia. Na delegacia, foi registrado Termo Circunstanciado de Ocorrência e o jovem será liberado após depoimento.

 

Da redação

Tags:
Imprimir