Cidadeverde.com
Destaques da TV/Rádio

Cidade Viva recebe bateria formada por alunos de engenharia civil

Imprimir
  • bateria_9.jpg Marcelo Lopes
  • bateria_8.jpg Marcelo Lopes
  • bateria_7.jpg Marcelo Lopes
  • bateria_6.jpg Marcelo Lopes
  • bateria_5.jpg Marcelo Lopes
  • bateria_4.jpg Marcelo Lopes
  • bateria_3.jpg Marcelo Lopes
  • bateria_2.jpg Marcelo Lopes
  • bateria_1.jpg Marcelo Lopes

Alunos do curso de engenharia civil da UFPI provaram no Cidade Viva, desta quarta(6), que além de cálculos também são bons no samba. A turma de universitários há um ano montou a bateria “britadeira atlética Garra” para animar a torcida de suas equipes esportivas.

Sob a batuta do mestre Moisés Cardoso, que tem larga experiência na área e passagem por grandes escolas de samba de Teresina, como Ziriguidum e Sambão, os estudantes aprenderam a tocar pandeiro, surdo, repique e outros instrumentos. “No início, ninguém sabia tocar nada”, disse Moisés.

A bateria conta com cerca de 30 componentes e o repertório é recheado de experimentos, que mistura samba com funk, música regional e até o ritmo argentino da torcida do Boca Juniors. Tudo, claro, pontuado com gritos de guerra como: “Vem Garra!”.

Com todo esse swing e animação fica difícil não fazer a diferença nas competições de futsal, vôlei, basquete e handebol, por exemplo, que a atlética Garra participa. Por isso, ter bateria é um dos ideais de toda atlética, grupo formado nos cursos universitários para promover o esporte e o intercâmbio de alunos intercursos.

Assista a bateria da atlética Garra no Cidade Viva!

Marcelo Lopes

marcelolopes@cidadeverde.com

Imprimir