Cidadeverde.com
Entretenimento

Otavio Mesquita bate-boca com Rafinha Bastos em rádio

Imprimir


Otávio Mesquita aproveitou a presença de Rafinha Bastos no programa "Pânico", na Rádio Jovem Pan, nesta quinta-feira (21), para tirar satisfação com o humorista. O apresentador do SBT não gostou de saber que o ex-CQC havia debochado dele em um vídeo publicado em suas redes sociais.


Na gravação, o ator faz um apelo à Nintendo, pedindo para que a empresa liberasse o jogo "Pokémon Go" no Brasil porque o entretenimento do País é muito deficiente.


"Nós já sofremos com o entretenimento que nós mesmos criamos, como o Otávio Mesquita, um senhor de 75 anos que pensa que tem 15, e que se acha muito engraçado", alfinetou.


"Um amigo me ligou dizendo que você estava falando um monte de coisa sobre mim e eu queria saber se eu posso participar dessa confusão aí? Eu sei que você tem algumas diferenças comigo, que até agora eu não entendo o que são. Aliás, aproveita essa oportunidade e diga o porquê que você não vai com a minha cara. É uma zoada para eu te dar a audiência, é isso?", questionou.


Sem deixar se intimidar, o ator não minimizou a piada e partiu para o ataque.


"Eu te zoo e vou te zoar para o resto da minha vida porque você fica putinho. E enquanto você ficar putinho, eu vou ficar te zoando. Não houve problema nenhum. Estou cagando para você. Quanta audiência você pode me trazer?", rebateu.


O veterano não deixou por menos. Mesquita afirmou que seu programa nas madrugadas do SBT tem incomodado a Globo e lembrou que o comediante se encontra fora da TV aberta por falta de convite.


"Quantas vezes você já ficou à frente da Globo? Eu faço programa na segunda maior rede de televisão do Brasil. Por que você está fora da televisão? Você fala mal de todo mundo. Quantas pessoas estão no ar há mais de 30 anos, com o mesmo formato, em todas as televisões e se reinventando? Certamente, você não enche os dedos de uma mão. Então, o mínimo que você tem que fazer é respeitar", avisou.


Após o bate-boca, contudo, a dupla combinou um almoço para resolver as diferenças e pareceu ter ficado tudo bem.

 

 

Fonte: Msn

Imprimir