Cidadeverde.com
Últimas

HGV realizou 32 cirurgias em mutirão neste sábado

Imprimir

Neste sábado (27), Trinta e dois pacientes passaram por procedimentos cirúrgicos ortopédicos e neurológicos no Hospital Getúlio Vargas (HGV), em regime de mutirão. Com o de hoje, são 38 mutirões realizados em um ano, os quais beneficiaram mais de mil pessoas em diferentes especialidades e representam um esforço da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) e direção do HGV para ampliar a capacidade de atendimento e reduzir o tempo de espera por cirurgias.

A diretora do HGV, Clara Leal, ressalta a importância dessas ações. "Em 2014, havia, no Ambulatório Integrado Dirceu Mendes Arcoverde (Prédio Azul), 4.246 pacientes aguardando por um procedimento cirúrgico em diversas especialidades. Com a realização dos mutirões e a implantação do terceiro turno de cirurgias, já houve uma redução de 50%", pontuou Clara Leal.

Segundo a diretora, a ortopedia foi a especialidade que apresentou maior redução da fila de espera. Ainda de acordo com ela, em 2014 eram 2.203 pessoas que aguardavam por cirurgia ortopédica e, atualmente, são 328. “Ainda temos pacientes em fila de espera mais estamos trabalhando para reduzir ainda mais”, acrescenta Leal.

"Voltar com ele para casa o mais rápido possível", esse é o desejo do agricultor Cícero Pereira, da cidade de Floriano, que acompanha o sogro, o aposentado Raimundo Messias, 77 anos, que fraturou o fêmur após sofrer uma queda em casa, há cerca de 15 dias. "Esse mutirão foi muito bom, pois ajudou não só meu sogro, mas também muitas outras pessoa", completa o agricultor.

O cirurgião neurológico Arquimedes Cavalcante participa do mutirão realizando dois procedimentos endovasculares, um num paciente de 15 anos, que é portador de uma fistula carótido cavernosa complexa e  uma idosa, de 74 anos, que será submetida a uma embolização de aneurisma. Para o médicio, esses pacientes tem patologias graves, complexas e, se não forem submetidos a tratamento cirúrgico, podem evoluir ou para óbito ou apresentar sequelas neurológicas graves e piora na qualidade de vida", destaca o neurocirurgião.

“O HGV tem realizado esse procedimento com sucesso pela capacidade técnica dos profissionais e equipamentos utilizados de última geração”, destaca Arquimedes Cavalcante.

Participam também dos procedimentos, o anestesista Fernando Amorim e a enfermeira Claudicéia Nolêto.

Na área de ortopedia, participaram da ação os cirurgiões José Wilson Rodrigues, Glauson Nascimento, Francisco das Chagas, Raul Macedo e Neomar Soares. Os anestesistas Antonio Urias e Hugo Carvalho. Os enfermeiros Francisco das Chagas, Rita de Cássia Orsano, Maria Luiza e Joseane; além de técnicos de enfermagem e pessoal de apoio.

Da Redação
[email protected]

Tags: HGV
Imprimir