Cidadeverde.com
Geral

Médicos vão acionar promotoria para ajuizar ação criminal por queimadas

Imprimir
  • galeria6.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • galeria5.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • galeria4.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • galeria3.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • galeria2.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • galeria1.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com

Médicos da Associação Piauiense de Pneumologia e Cirurgia Torácica vão acionar a promotoria do Meio Ambiente para ajuizar ação criminal contra os responsáveis pelas queimadas em Teresina.

Nos últimos meses, Teresina vem sendo coberta com nuvem de fumaça provocada por incêndios em várias regiões da cidade. O Corpo de Bombeiro divulgou nesta quinta-feira (13) que 100% dos incêndios são causados pela força do homem, às vezes, até criminoso. De janeiro até ontem, mais de 1.600 focos de incêndios na capital. Nos últimos três dias, já são mais de 300 chamadas aos Bombeiros.

A médica Sahamia Caroline Carneiro Fernandes informou ao Cidadeverde.com que um grupo de médicos pneumologistas elabora um documento para ser entregue ao Ministério Público Estadual. Ela disse que a proposta é mostrar os riscos das queimadas para a saúde e pedir uma fiscalização mais rigorosa para punição aos responsáveis.

“Queremos uma fiscalização mais efetiva e consequentemente punições. Não adianta só trabalhos educativos e preventivos, pois os criminosos não param. O documento é um relato dos danos para a saúde e o grupo pede  que se acione criminalmente os responsáveis pelas queimadas”, disse a médica Sahamia Fernandes.

Segundo a médica, os incêndios e a baixa umidade desequilibram o mecanismo mucociliar e diminui as propriedades antibacterianas dos macrófagos pulmonares, favorecendo infecções respiratórias e até queda da função pulmonar pelo processo inflamatório intenso.

“Aumentou os atendimentos ambulatoriais e os pacientes não melhoram, em crise respiratória. A fuligem chega em casa e até na vestimenta, está uma situação absurda”, disse.

Risco de câncer

No alerta dos médicos, Sahamia ressaltou que as queimadas expelem pequenas partículas cancerígenas. 

“A substância cancerígena é o benzopireno, causador de câncer de boca, laringe, pulmão e nasofaringe”, ressaltou a médica.

 

Flash Yala Sena
[email protected]     

Imprimir