Cidadeverde.com
Últimas

Corpo do criador do Fofão é velado em São Paulo

Imprimir

O corpo do criador do Fofão, Orival Pessini, está sendo velado no Cemitério Gethsêmani, na Vila Sônia, em São Paulo, na tarde desta sexta-feira, 14. O artista, que morreu aos 72 anos na madrugada desta sexta em decorrência de um câncer no fígado, estava internado no Hospital do Morumbi, em São Paulo, e deixa um filho e três netas. O enterro está previsto para acontecer às 17h. Orival também era intérprete do personagem Patropi.

Paulo Roberto Vasen, cunhado de Orival, falou ao EGO sobre os tratamentos pelos quais o ator passou nos últimos anos. "Foi um tratamento de longo tempo. Foram vários episódios. O primeiro foi câncer de mama há uns 15 anos. Depois, um tumor abdominal. Por fim, esse do fígado. Nos outros, ele conseguiu superar muito bem", contou Paulo.

Ele ainda relembrou que no ano passado, já em tratamento, ele gravou o filme "Carrossel". "Ele ia de cadeira de rodas, ninguém acreditou que ele fosse capaz. Ele estava fazendo químio e ela ia razoavelmente bem. Há dois meses, foi fazer a avaliação e apareceu a metástase. A imagem que fica é a de um guerreiro", resumiu Paulo.

Orival ficou uma semana internado e, segundo Paulo, estava consciente do que estava acontecendo. "Ele percebeu que tinha algo que não vinha evoluindo como os outros. Porque ele sabia pela prática, infelizmente, avaliar a condição física. Ele ficou bastante apreensivo em relação a isso. Tinha ciência da gravidade. Mas isso não tirou o brilho dele. Eu o admiro muito por essa força", afirmou Paulo.

A morte do artista foi anunciada no perfil oficial do seu empresário, Alvar Gomes, no Facebook, que compartilhou imagens de Orival com o símbolo do luto.

Fonte: Ego

Imprimir