Cidadeverde.com
Geral

Aplicativo 'Salve Maria' vai denunciar violência contra mulher no Piauí

Imprimir

Para ajudar a identificar casos de violência contra a mulher e denunciá-los, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP/PI) em parceria com Agência de Tecnologia da Informação, está desenvolvendo o aplicativo “Salve Maria”. A nova ferramenta será mais uma plataforma de denúncias de violência contra a mulher disponibilizada pela polícia.

Na manhã desta sexta-feira (18), a diretora de Gestão Interna da SSP, delegada Eugênia Villa, esteve reunida com o diretor da ATI, Avelyno Medeiros, para discutir como o aplicativo deve funcionar. “Queremos que o Salve Maria tenha uma linguagem simples, que registre áudio, fotos, vídeos e a denuncia possa ser feita de forma totalmente anônima”, frisa delegada Eugênia Villa.

O “Salve Maria” vai atender tanto mulheres em situação de violência, quanto pessoas que não compactuam e queiram ajudar denunciando os crimes. Segundo a delegada, o aplicativo vai funcionar como botão do pânico. “Com essa nova ferramenta, as mulheres ou pessoas próximas a ela (vizinhos, parentes) poderão denunciar em tempo real qualquer tipo de violência. A demanda vai chegar diretamente à Policia Militar e à Policia Civil, e os policiais poderão ir até o local da ocorrência a fim de verificar e proteger a vítima e as provas para um futuro inquérito policial. Outra vantagem é que, ao usar o aplicativo, o denunciante vai poder georeferenciar o local onde o crime ocorre. A violência vai ser detectada no momento do seu cometimento e vai gerar dados estatísticos para que a gente possa acompanhar e planejar políticas de prevenção ao dano contra mulher”, destaca.

A delegada alerta que em muitos casos de feminicidio, as vítimas nunca tinham ido à delegacia para fazer denúncia e que a maioria dos casos que chega à Central de Gênero é de ameaça de morte.“É importante dar esse instrumento para as pessoas que estão perto dessas mulheres e que estão vendo e ouvindo essas agressões possam denunciar. Muitas mulheres, sequer, chegam a ir ao plantão de gênero. É preciso fazer cessar essa violência”, ressalta.

A previsão é que o aplicativo seja lançado pelo Secretário Estadual de Segurança, Cap. Fábio Abreu, dia 8 de março de 2017, data que faz alusão ao Dia Internacional da Mulher.

Da redação
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir