Cidadeverde.com
Entretenimento

Antologia poética reúne 48 autores piauienses de expressão

Imprimir

A coletânea poética ‘Baião de Todos’ será lançada, nesta sexta-feira (25), na Oficina da Palavra, localizada no Centro de Teresina, às 20h. A antologia reúne textos de praticamente todos os autores piauiense de expressão e tem como ponto de partida publicações feitas a partir da década de 70. 

“Daí a ausência, na coletânea, de figuras do porte de H. Dobal, Mário Faustino, Torquato Neto, entre outros. Priorizamos os trabalhos coletivos, atento aos versos de Cabral: “Um galo sozinho não tece uma manhã”, comenta Cineas Santos.  Ao todo, 48 autores participam do livro.

A coletânea é editada pelo professor e escritor Cineas Santos. Ele conta que “os primeiros acordes” deste baião forem emitidos há 40 anos. “Em 1976, pedi ao jovem poeta Paulo Machado que me organizasse uma pequena coletânea com poemas de autores piauienses. Em curto espaço de tempo, Paulo entregou-me os originais de Ciranda. Com todas as dificuldades imagináveis e mais algumas, publicamos o livrinho, impresso em mimeógrafo e capa colada com grude. A despeito da pobreza material do livro, o lançamento foi um estrondoso sucesso: toda a edição (800 exemplares) vendeu-se na noite do lançamento, num show memorável (Cenas Piauienses – o Rio) no Theatro 4 de Setembro”, relembra.

O professor comenta, ainda, o aumento significativo de autoras na atual coletânea. Diferente da primeira edição, lançada em 1966, onde havia textos de apenas quatros mulheres, nesta, doze integram o projeto.   “Não tenho dúvida: as mulheres salvarão a terra”, pondera Cineas. Entre elas estão Marleide Lins [que esteve na primeira versão], Ananda de Sampaio, Keula Araújo e Jasmine Malta. 

O lançamento da Coletânea Poética ‘Baião de Todos’ será embalado com a presença e o som do Quarteto Tamoio e da cantora Carol Costa. “Será a festa de todas as tribos”, adianta a organização.  

 

Carol Costa se apresenta no lançamento 

 

Da redação 
[email protected] 

Imprimir