Cidadeverde.com
Entretenimento

Musical Francisco de Assis de volta à Teresina

Imprimir
Encenado pela Trupe Clariana de Teatro, formada por jovens camponeses da região de Santa Clara, no município de Canto do Buriti - PI, que do campo conseguem tirar não só o sustento para a família, mas também arte, e da melhor qualidade.
 
Cantando e dançando a vida daquele que é considerado, não somente o santo ecológico como uma das maiores expressões da igreja católica depois de Jesus Cristo, eles unem estas tendências do imaginário comum de todas as pessoas a um mundo de paz e harmonia caracterizado na história de São Francisco de Assis. 
 
O espetáculo apresentou-se em agosto do ano passado no projeto Teatro Popular, agora  retorna à Teresina, mostrando que estes jovens possuem garra e determinação rumo a um futuro promissor nas artes. Desembarcando em Teresina a Trupe se apresentará no dia 17/09 às 17 horas e às 21 horas no Teatro 4 de Setembro e no dia 18/09 às 20 horas no teatro Municipal João Paulo II.
 
Dessa vez a Trupe vem à capital apenas com o apoio da Prefeitura Municipal de Canto do Buriti. Humildes, como foi Francisco, farão uma viagem longa, mas gratificante. São cerca de 35 jovens que se deslocarão mais de 400 km rumo à Teresina com a certeza de chegar e agradar o público em todas as suas apresentações. Mesmo sem maiores apoio estatal ou empresarial a trupe não desanima e mostra jovens agricultores/artistas fazem a arte com amor e dedicação.
 
Com a direção e o apoio de Ciro Barcelos a peça é apresentada de forma a contar a história do homem Francisco de Assis e, mais do que nunca, transmitir sua mensagem de paz, independente de credos ou crenças. A proposta musical e visual do espetáculo utiliza uma linguagem a qual denominamos ?Sacro Popular Brasileiro?. A música composta por Flávio de Lira, que também assina a direção musical, mistura cantos gregorianos com cânticos de romeiros e de festas religiosas populares. ele integra ao espetáculo instrumentos acústicos como violão, alaúde, acordeom e cello durante toda  a trilha sonora.
 
A cenografia e o figurino de Cláudio Tovar seguem a mesma linguagem, associando referências da riqueza medieval italiana com o colorido da cultura popular brasileira, dando ao espetáculo uma estética original. A concepção coreográfica de Ciro Barcelos propõe linguagens gestuais desde as dança típicas da Itália medieval até a mais atual expressão da dança contemporânea.
Tags:
Imprimir