Cidadeverde.com
Geral

Suspeito de tráfico usava táxi para realizar 'delivery' de drogas em bares de Teresina

Imprimir

O taxista Carlos Alberto Morais, de 37 anos, foi preso nesta terça-feira (20), no Morro da Esperança, na zona Norte de Teresina. Ele estava em casa, descansando, pois “só trabalhava durante a noite em corrida depois das 23 horas” com entrega de entorpecentes nos bares e restaurantes localizados na zona Leste. Um dos principais pontos era na Avenida Nossa Senhora de Fátima. Era uma tipo de “Delivery de Droga”. 

O delegado Matheus Zanatta disse que o suspeito de tráfico de drogas estava sendo monitorado por cerca de quatro meses e, durante todo esse tempo, não realizou nenhuma corrida sem ser envolvendo a comercialização de entorpecentes. 

“Nós começamos a investigar através de uma denuncia de um popular, aqui de Teresina, que informou sobre a ‘entrega delivery’. Nós fizemos várias vigilâncias com o carro do taxista e verificamos que ele não fez uma corrida de cliente, e sim a entrega de entorpecentes para os usuários que frequentava os bares da zona Leste”, ressaltou o delegado. em entrevista ao Jornal do Piauí.

Zanatta disse ainda que Carlos Alberto fornecia, principalmente, cocaína, que era vendida a R$ 25. Por dia, ele chegava a receber até R$ 600 com a venda da droga. 

A Delegacia de Entorpecentes continua em busca do fornecedor da droga ao Carlos Alberto. “A primeira etapa de já cumprida com a tirada de circulação desse taxista”, ressalta.

Segundo o delegado, o taxi usado era alugado e, provavelmente, o proprietário desconhecida dessa prática ilícita. O dono do veículo prestará esclarecimento à polícia para dar continuidade às investigações. 

Carlos Alberto não é reincidente; esta é a primeira passagem pela polícia.

 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir