Cidadeverde.com
Últimas

Piauí Conectado registrou mais de um milhão de conexões

Imprimir

Em outubro de 2015 o governador Wellington Dias inaugurou o primeiro ponto de wifi livre do Governo do Piauí na Praça da Vila Operária em Teresina. Em maio de 2016 a Agência de Tecnologia da Informação – ATI, responsável pelo projeto Piauí Conectado, começou a monitorar cada espaço público onde o Estado tenha instalado internet aberta para a população como a Nova Potycabana, a Praça da Bandeira, Praça Haroldo Resende em Piripiri, Praça do assentamento Lagoa Nova no município de Curralinhos, entre outras.

Oito meses de monitoramento e o Piauí Conectado ultrapassou mais de um milhão de acessos, registrando até dezembro de 2016 a marca de 1.147.314 conexões com a rede de internet gratuita do governo atualmente funcionando em vinte locais no estado.

Frequentado pelos teresinenses e turistas, o Parque Zoobotânico na zona Leste da capital é outro ponto público com acesso gratuito à internet. “O pessoal chega aqui e já procura, pergunta se temos alguma senha do acesso do Piauí Conectado e a gente explica que é preciso fazer um cadastro, depois que a pessoa faz o cadastro ela usa normalmente e fica bem satisfeita, inclusive, ela pode usar tanto aqui nessa área que vende lanche como lá embaixo também, na área da tirolesa”, revela Jéssica Sousa, que trabalha em uma das barracas no parque vendendo lanche.

Jéssica também faz sua avaliação sobre o projeto. “Ela [rede Piauí Conectado] é muito boa, ela não reduz a velocidade, é uma internet que funciona bem e já eu uso para acessar redes sociais, consigo fazer pesquisa, enviar email, dá pra fazer muita coisa, assistir vídeo, muita coisa legal”, fala.

Parceria Público-Privada

Ainda em 2016 o Governo do Estado aprovou o projeto de ampliação do Piauí Conectado, que alcançará inicialmente 96 cidades e, deve levar, por meio de 5.000 km de rede de fibra ótica, internet de qualidade para 1500 pontos de acesso da rede administrativa do Poder Executivo.  “Nossa expectativa para o ano de 2017 é a realização da licitação de parceria público-privada que vai dotar o Piauí de uma infraestrutura de comunicação, melhorando a qualidade dos serviços públicos, dos serviços eletrônicos que o Governo oferta para a população e, naturalmente, contribuindo para o desenvolvimento do Estado”, comenta Avelyno Medeiros.

A rede que será construída vai propiciar serviços em diferentes áreas como Saúde, Educação e Segurança Pública. “Esse projeto, vale a pena lembrar que é um compromisso que o governador Wellington assumiu com a população do Piauí, dadas as condições de internet, de acesso a serviços eletrônicos e de dificuldades que o estado ainda enfrenta, então esse compromisso assumido gerou um trabalho significativo, trabalhamos mais de um ano e meio na elaboração e conclusão desse projeto que agora está perto de um desfecho”, explica.

Mototaxista solicitado através da internet

O principal beneficiado com o wifi livre, a população, conta que se conecta diariamente através da rede do governo. É o caso do mototaxista José Joaquim, que trabalha do outro lado da cidade, na Rodoviária Popular, zona Sul de Teresina. “Todo dia eu uso, é muito boa. Eu uso para pesquisar no Google, usar o Whatsapp, uso o Facebook, sem falar também que ajuda até nas corridas, porque às vezes a gente está sem crédito e aqui tem o wifi com o qual a gente se conecta, de repente cai uma mensagem no whatsapp ou no facebook pra fazer uma corrida. Eu mesmo já fiz corrida depois que eu me conectei nessa internet”, revela.

A avaliação de José sobre o Piauí Conectado é positiva. “Foi a melhor coisa que fizeram, ajuda a gente que precisa também, que tem necessidade, eu mesmo dependo muito, nem toda hora a gente tem dinheiro para colocar crédito, então o wifi ajuda”, avalia.

Pontos de Acesso

Outros espaços públicos com a rede de internet livre do governo são a Praça do Renascença II, do Bela Vista, Praça da Vermelha, do Emílio Falcão, Pedro II, Central de Artesanato Mestre Dezinho, Praça Madre Savina e Centro Administrativo em Teresina. Barra Grande, Praia do Coqueiro, Luzilândia e Cocal dos Alves também já foram contempladas com o projeto.

Conexões Mensais em 2016

O mês de Maio registrou 72.801 conexões. Junho e Julho, 98.398 e 109.310, respectivamente. Agosto teve 136.210 acessos. Setembro e outubro o total de acesso aumentou para 154.428 e 174.982, respectivamente. Em novembro foi registrado uma diferença com apenas 166.674 e dezembro disparou obtendo 234.511 conexões encerrando o ano de 2016.

Para usar o Piauí Conectado, basta ligar o wifi em um dos pontos descritos acima na matéria e fazer o cadastro, caso o usuário nunca tenha usado o serviço. Para o cadastro é necessário CPF, número, email, nome e a criação de uma senha.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Imprimir