Cidadeverde.com
Geral

Lista com 'marcados para morrer' circula pelas redes sociais

Imprimir

>

Atualizada dia 03/05 às 9h

Circula nas redes sociais uma lista com 19 nomes de pessoas supostamente marcadas para morrer em Teresina. O primeiro nome que aparece listado seria o de Lucas Ataíde Sousa, conhecido como 'De Manaus' que recentemente foi preso no  mês de março e um dia após sair da delegacia foi baleado. A TV Cidade Verde teve acesso a 'lista da morte' ontem (04) logo após o homicídio do jovem identificado como Carioca, na zona Norte de Teresina, que não estava na lista. 

Os indivíduos supostamente marcados para morrer seriam do Morro da Esperança/ Morro do Urubu. Além de 'De Manaus' também aparecem listados nomes como Vitinho, Luluzinho, Bacia e Vagner. 

O coordenador da Delegacia de Homicídios, Francisco Costa, o Baretta, afirmou que desconhece a lista. 

"No Piauí não aceitamos listas de criminosos para morrer. O bandido que nós tínhamos mais perigoso chamava-se José Viriato Correia Lima que hoje está na cadeia. Qualquer indivíduo que queria amendrontar a sociedade com esse tipo de informação pode ficar certo que o Piauí age com rigorosidade. A Polícia Civil do Piauí não aceita isso. Essa lista já surgiu na zona Norte, na zona Sul, na região do Promorar...depois vai para o Grande Dirceu. Não estou preocupado com essa lista. Estamos investigando crimes e colocar bandidos na cadeia", disse.

Direito de resposta

O advogado do ex-coronel José Viriato Correia Lima solicitou que uma nota de esclarecimento sobre seu cliente fosse publicada dentro desta reportagem. Luis Augusto Correia Lima de Oliveira destaca que seu cliente só quer "se esquecido" e que está cumprindo a pena imposta pelo Poder Judiciário. Veja na íntegra: 

Sociedade piauiense,

Inicialmente gostaríamos de ressaltar a importância dos meios de comunicações na formação do cidadão e na consolidação do Estado Democrático de Direito.

A  Cidade Verde é considerada um dos mais importantes veículos de comunicação no Estado do Piauí e tem desempenhado importante papel ao manter a população piauiense em sintonia com os acontecimentos de nossa época.

No último mês circulou por todo o Estado do Piauí a existência de uma organização criminosa que divulgou uma lista de cidadãos piauienses que “deveriam” morrer.

Esse tema foi bastante divulgado em todas as mídias.

Contudo o Delegado Francisco das Chagas Bareta, respeitado e honrado policial, com uma brilhante trajetória, mencionou na referida matéria a pessoa de José Viriato Correia Lima, tendo chamado ele, entre outros termos, de bandido e associado a imagem de Correia Lima a aludida lista de pessoas marcadas para morrer.

O Sr. José Viriato Correia Lima pode até ser considerado por alguns como a maior mente criminosa da história do Piauí, mas não temos o direito de dizer, de manifestarmos nesse sentido.

O Sr. José Viriato Correia Lima está preso desde 1999 cumprindo a pena imposta pelo Poder Judiciário e possivelmente passará 30 (trinta) anos na prisão, se de lá sair algum dia com vida.

O Sr. José Viriato Correia Lima invoca apenas o sagrado direito ao esquecimento, cumulado ao direito de ter sua honra e imagem respeitados.

O Sr. José Viriato Correia Lima nada mais é que um preso comum e pleiteia apenas o direito de cumprir sua pena com segurança e posteriormente ser reintegrado à sociedade.

Lembre-se delegado Francisco das Chagas Bareta que sua brilhante trajetória, seu respeitado e honrado cargo não chega a ser 1/10 (um décimo) do que a carreira policial de José Viriato Correia Lima foi há duas décadas atrás.

Não cansaram de crescer em cima dos supostos crimes de José Viriato Correia Lima? Tamanha pequenez, crescendo em cima de “monstros”?

Não sabemos o dia de manhã, vejam o resultado ou o fim de José Viriato Correia Lima. Eximimos qualquer responsabilidade cível ou criminal da emissora Cidade Verde e  de seus jornalistas.

A Constituição Federal é regra máxima Delegado Bareta, deve ser respeitada por qualquer cidadão, seja policial ou não. Correia Lima paga por seus crimes. E o senhor responderá por seus atos e manifestações perante o Poder Judiciário.

Dr. Luis Augusto Correia Lima de Oliveira
Advogado – OAB/CE 22441

 

 


Graciane Sousa
[email protected]
Com informações Tiago Melo (TV Cidade Verde)

Imprimir