Cidadeverde.com
Últimas

Semana Nacional da Defensoria é aberta com atendimentos

Imprimir

Mais de 200 pessoas compareceram à Fundação Bradesco neste sábado (13) para as atividades que abriram a Semana Nacional da Defensoria Pública. Durante toda a manhã a população da região do Grande Dirceu e adjacências teve acesso ao atendimento da Defensoria Itinerante, emissão de Registro Geral, oficinas de Youtuber, Música, Teatro e Fotografia, além de palestras que abordaram temas diversificados.

Defensores públicos, servidores, colaboradores e estagiários da Defensoria, assim como palestrantes e convidados, estiveram envolvidos e empenhados em oferecer à população informações e serviços dentro de um clima de integração e inclusão.

A diretora da Fundação Bradesco, professora Márcia Maria Sobreira Soares, falou sobre a vinda da Defensoria ao bairro. “Receber esses serviços da Defensoria Pública aqui na Instituição é um prazer muito grande, porque nós trabalhamos com a comunidade e  acho que é uma oportunidade das pessoas terem acesso a serviços e informações qualificados, o que nem sempre é possível. Pra nós é uma continuidade do nosso trabalho diário”, afirmou.

A psicóloga Gina Quirino, que falou sobre “Humanização da Comunicação”, destacou a representatividade de participar da ação. “Estar em evento como esse é muito importante porque significa trazer uma contribuição para a comunidade em geral. Hoje tratamos a Humanização da Comunicação, que nos dias atuais tem sido um tema muito importante em função do momento que vivemos, da pressa cotidiana. Muitas vezes a gente não procura ouvir o outro de forma adequada”, disse. “Aproveitamos também para divulgar o Plantão Psicológico, que  desenvolvemos no Núcleo Central da Defensoria, a partir de uma parceria com a Universidade. Trata-se de um momento para possibilitar que a pessoa que está buscando auxílio possa entrar em contato,  compreender seus conflitos internos, para que lhe sejam mais fáceis,  mais maleáveis. O Plantão funciona de segunda a quinta, das  8h às 12h”, informou a professora Ana Rosa Rebêlo de Carvalho, que também [é psicóloga e tratou sobre o mesmo tema.

A coach Carolina Queiroz falou sobre relacionamentos interpessoais e como interferem na questão da satisfação pessoal. “É preciso observar como afetam a nossa vida e a dos outros e necessário saber ajustar esses relacionamentos  direcionando-os para os pontos positivos”, afirmou. A Professora Lúcia Rosa, que falou sobre “Fatores de Risco e Proteção Relacionados ao Consumo de Álcool e outras Drogas” também se manifestou sobre a importância do momento: ”É fundamental termos essa preocupação porque trata-se de uma realidade que atinge muitas pessoas, muitos jovens e tem consequências na família inteira. Então as pessoas têm que ter esse acesso qualificado à informação pertinente ao tema, especialmente as parcelas mais pobres e vulneráveis da população”, afirmou.

Também realizaram palestras a defensora pública Sarah Vieira Miranda Lages Cavalcanti, que falou sobre o tema “Incluir é Preciso”; a enfermeira especialista em obstetrícia Márcia Valéria Pereira Carvalho, que tratou sobre “Parto Humanizado e Violência Obstétrica” e Mariele Baia, que discorreu sobre "Educação Financeira".

A Defensoria Pública da União também integrou a atividade através da participação dos defensores públicos  Rogena Ximenes Viana e  André Amorim de Aguiar. "As Defensorias se complementam. Enquanto a Defensoria Pública Estadual atende a esfera estadual, a Defensoria Pública da União atende demandas relativas a área federal. Então para quem tem dúvidas sobre INSS, Caixa Econômica e demais programas federais prestamos assistência, esclarecemos dúvidas e fazemos o atendimento dos casos de nossa competência", disse  Rogena Viana. "É muito importante a integração da Instituições para podermos estreitar os laços e cumprir nossa finalidade de uma forma melhor, nos aproximando do povo. É importante porque acaba resultando em um trabalho melhor para a população", afirmou  André Aguiar.

As Oficinas oferecidas receberam público significativo, especialmente entre os participantes mais jovens do evento. “Achei muito interessante  essa oficina sobre música pois mostra como a mesma pode ajudar inclusive na liberdade de expressão, concentração e conhecimentos culturais”, afirmou a estudante Ariadne Chantal., que participou da Oficina de Música, ministrada pela estudante da Universidade Federal do Piauí,  Esther Lima.

“Esse evento realizado aqui hoje pela Defensoria é muito legal, porque envolve toda a comunidade”, destacou a estudante do 2º ano do Ensino Médio Rayanne Alves, que ficou encantada com a Oficina de You Tuber, ministrada por Bryan Fritz. 

“É muito importante se sentir incluído dentro da sociedade e a Defensoria Pública com essa ação, chamando as pessoas de todas as idades para serem parte de um algo mais, está beneficiando a todos nós”, declarou a estudante do 9º ano do Ensino Fundamental da Fundação Bradesco, Ariadny Gabrielle. 

A emissão de registro geral e os serviços da Defensoria Itinerante também movimentaram bastante a manhã na Fundação Bradesco. Pessoas de várias idades foram beneficiadas com a  prestação desses serviços.

“Realmente foi uma manhã muito proveitosa, durante a qual tivemos a oportunidade de estreitar o relacionamento da Defensoria Pública com a população da região do Grande Dirceu. A receptividade foi excelente e tivemos condições de prestar atendimento, oferecer lazer e ainda abordar temas voltados para esclarecimento de várias questões pertinentes aos interesses da população. Queremos agradecer de forma especial a acolhida da Fundação Bradesco, na pessoa da professora Márcia Soares, aos nossos palestrantes que disponibilizaram uma parte de seu tempo para nos trazer conhecimentos especializados e a todos os defensores públicos, funcionários e colaboradores da Defensoria Pública, que foram fundamentais para o sucesso desse evento”, afirmou a Defensora Pública Geral,  Francisca Hildeth Leal Evangelista Nunes.

A Semana Nacional da Defensoria Pública prossegue até o dia 19 de maio com a realização vários eventos e serviços prestados à população.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir