Cidadeverde.com
Entretenimento

Chris Cornell: exame indica cinco medicamentos diferentes no corpo do cantor

Imprimir

Substâncias de cinco tipos diferentes de medicamentos foram encontrados no corpo de Chris Cornell em exames toxicológicos após sua morte, diz o site TMZ. Ele teria tomado quatro comprimidos de Lorazepam, um relaxante muscular e sedativo, e mais outros quatro medicamentos.

As outras substâncias encontradas no exame foram do opiáceo Naxolona, do sedativo Butalbital, do descongestionante Pseudofedrina e de outros barbitúricos, segundo o site.

Família acredita em morte acidental
O corpo do vocalista do Soundgarden foi encontrado no banheiro de um hotel, em Detroit, após show na região na noite de quarta-feira (17). Médicos legistas confirmaram a causa da morte como suicídio por enforcamento.

A família e o advogado de Chris Cornell já tinham dito que acreditavam que a morte tenha sido acidental, causada por doses exageradas de um medicamento cujos efeitos colaterais podem incluir "pensamentos suicidas".

O advogado Kirk Pasich disse que a família Cornell está "perturbada com as inferências de que Chris conscientemente e intencionalmente tirou a sua vida". "Chris, um viciado em recuperação, tinha uma receita de Ativan [também conhecido como Lorazepam] e pode ter tomado mais do que as doses recomendadas. A família acredita que se Chris tirou sua vida, ele não sabia o que estava fazendo e que drogas ou outras substâncias podem ter afetado suas ações ".

Pasich acrescentou que os efeitos colaterais de Ativan incluem "pensamentos paranoicos ou suicidas, fala arrastada e julgamento prejudicado".

Fonte: G1

Imprimir