Cidadeverde.com
Últimas

Projeto Jandaia Sol é lançado em escolas municipais

Imprimir

 As atividades envolveram uma palestra realizada por analistas ambientais do Ibama-PI e pelo Núcleo de Educação Ambiental (NEA) da Secretaria Municipal Ambiente e Recursos Hídricos (Semam), que contou com todo o suporte de educadores e da coordenação das escolas, geridas pela Secretaria Municipal de Educação (Semec).
 
Os alunos da E. M. Padre Ângelo Imperialli fizeram uma apresentação abordando a temática do tráfico ilegal e cruel de animais silvestres, que torna vulnerável os seres humanos a diversas doenças (zoonoses). Além disso, a escola fez uma exposição de telas pintadas por outro grupo de estudantes, que retratam animais em contato com a natureza.
 
A professora Tatiana Brandão é uma das difusoras e multiplicadoras das ações de sensibilização ambiental que vem sendo adotadas na E. M. Padre Ângelo Imperialli. Ela, assim que passou pela habilitação direcionada aos educadores que iriam trabalhar o projeto Jandaia Sol nas escolas, resolveu fazer uma pesquisa com seus alunos com a finalidade de avaliar suas noções sobre os animais silvestres e se têm algum animal doméstico.
 
levaram esse questionário para casa e responderam junto com os pais. E o resultado dessa pesquisa foi saber que, para eles, a questão dos maus tratos é comum, corriqueira. Então, a partir disso, poderemos trabalhar melhor essa questão. Ao final do projeto, pretendo fazer outra pesquisa para ver o que eles absorveram, se a visão realmente mudou. Mas eu já pude perceber, depois dessa análise, que eles começaram a interligar mais, assimilar mais o assunto. Isso tudo amplia a discussão e facilita nosso trabalho”, explicou a professora.
 
Os educadores contam com o suporte de vários materiais didáticos para sensibilizar seus alunos em sala de aula, a exemplo de gibis, vídeos, CDs, chapéus de EVA e joguinhos educativos.
 
O nome do projeto faz referência a uma ave, instituída como símbolo de Teresina através de um decreto assinado em 1999. Segundo o titular da Semam, Olavo Braz, essa ave vem sendo cada vez menos vista na nossa cidade, o que chama atenção para a problemática da extinção de espécies, essenciais para o equilíbrio ecológico.
 
Premiação e publicação de livro
 
Todas as intervenções pedagógicas feitas com material didático do projeto devem balizar os alunos a produzirem redações e desenhos referentes a essa temática ambiental. Ao final, serão selecionadas três redações e três desenhos. Os seis alunos autores desses trabalhos serão premiados com tablets.
 
Os trabalhos dos demais participantes devem ser utilizados pelas escolas para realização de exposições, dos quais também serão selecionados 60 para serem publicados no livro Jandaia Sol, com previsão de lançamento para o dia 04 de outubro, Dia Mundial de Proteção aos Animais.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Tags: jandaia
Imprimir