Cidadeverde.com
Geral

Assessor de Dr. Pinto (PDT) é preso em Piripiri

Imprimir

O Rock?n?roll e a política nunca se deram muito bem e isso ficou mais do que comprovado na noite desta sexta (3) em Piripiri (160km de Teresina). O juiz eleitoral da cidade, Paulo Roberto de Araújo Barros, deu voz de prisão ao jornalista Airton Ramos, assessor do deputado Dr. Pinto (PDT) candidato a prefeito do município durante um show de rock que estava sendo realizado em plena Praça da Bandeira. A acusação é de que estariam sendo distribuídos santinhos do político durante o espetáculo.

?Era um evento apolítico, tanto que tinha tanto representante dos gaviões quanto dos pinto?, afirma Airton Ramos, referindo-se aos apelidos pelos quais são conhecidos os partidários de Luiz Meneses e Dr. Pinto, respectivamente.

O jornalista afirma que ao ver o juiz Paulo Roberto indo em direção à organizadora do evento, Leilane Pereira, foi até lá ver do que se tratava. ?Quando eu cheguei, ele perguntou quem eu era. Eu disse que estava lá por causa do show e era amigo dela, então ele mandou me levar também?, garante.

Airton Ramos e a organizadora do show, Leilane Pereira, foram conduzidos ao 2º DP de Piripiri onde foram autuados, prestaram depoimentos e assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência.

Para Airton, tudo não passa de uma tentativa de transformar o episódio em conflito político. Tanto o jornalista quanto Leilane já foram intimados a comparecer no fórum da cidade no próximo dia 14.

Segundo a assessoria de Luiz Meneses (PTB), adversário de Pinto no pleito deste ano, a coligação já entrou com ação na justiça eleitoral, solicitando punições.
 
Carlos Lustosa Filho
Tags:
Imprimir