Cidadeverde.com
Geral

Carro-pipa busca água a 150 km de distância para abastecer cidades no Piauí

Imprimir

Fotos: Pablo Cavalcante/Rádio Cidade Verde

A Secretaria da Defesa Civil do Piauí já encontra dificuldades para obter água a ser transportada na Operação Carro-Pipa, que abastece a zona Urbana de municípios atingidos pela seca. Em entrevista ao Cidade Verde Notícias desta quarta-feira (13), o secretário Hélio Isaías disse que algumas fontes já distam 150 quilômetros do local a ser abastecido. 

"Nós temos hoje dificuldade em algumas regiões até para o local de captação. Tem regiões onde a gente vai pegar água até 150 quilômetros de distância para abastecer uma cidade", disse Hélio Isaías, na Rádio Cidade Verde. A distância é aproximadamente a mesma entre as cidades de Teresina e Parnaíba. 

Com as fontes secando e a dificuldade para encontrar novos reservatórios, outro problema surge: a qualidade da água. Hélio Isaías afirmou que foi reforçada a fiscalização aos caminhões e aos locais onde o produto é captado, para garantir que ele pode ser consumido. 

A preocupação com a qualidade da água levada pelos carros-pipa aumentou no final de agosto, quando o Exército descobriu que pipeiros colocaram os aparelhos de GPS dos veículos em motos para burlar a fiscalização no interior do Piauí - os militares atual na zona Rural enquanto o Estado atende a zona Urbana. 

Para reforçar a segurança quanto ao uso da água, a Defesa Civil está distribuindo filtros para famílias que recebem o produto do carro-pipa ou captam de cisternas ou reservatórios próximos. 

"Nós estamos fazendo aquela política velha do filtro de barro. Ainda é uma boa solução para ajudar pelo menos a amenizar aquela situação em cada casa. Quem tiver a sua cisterna, ter também o filtro para ajudar", completou o secretário. 


 

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Imprimir