Cidadeverde.com
Vida Saudável

Água mineral tem propriedades que podem fazer bem ou mal à saúde

Imprimir

Nem toda água mineral faz bem. Isso depende de quais componentes fazem parte dela. A bióloga Manuela Seidel explica que a composição química pode indicar se a água tem benefícios para o organismo ou se pode causar danos à saúde e recomenda o hábito de ler os rótulos antes de efetuar a compra.  Assim, é possível verificar quais componentes fazem parte da água e optar pela que é mais indicada. Segundo ela, por conta do contato com rochas, sedimentos, algas e outros elementos naturais, a água mineral tem propriedades medicamentosas. Águas com maior teor de ferro, por exemplo, são indicadas para pessoas que tem anemia, e o simples ato de consumir água, está ao mesmo tempo, contribuindo para a melhora deste quadro. Existem também as águas radioativas, que podem auxiliar na eliminação dos cálculos renais, as magnesianas, que ajudam a regular o intestino, as ferruginosas, que auxiliam nos casos de anemia, a vanádica, que possui propriedades antioxidantes que auxiliam na síntese do colesterol e na condução do açúcar para diabéticos, entre outros tipos. "As variações dos componentes, por vezes denominadas informações nutricionais ou composição química podem ser verificadas no rótulo. Muitos não observam essas diferenças e acham que estão consumindo um produto rico em minerais, quando na verdade eles não estão na composição”, diz.


O que significa o pH da água
 
O pH (Potencial de Hidrogênio), que indica o nível de acidez numa escala de zero a 14, mostra se a água é neutra (se medir sete), ácida (inferior a sete) e alcalina (acima deste valor). A mais recomendada por médicos e nutricionistas é a alcalina, pois neutraliza os ácidos estomacais e as gorduras ingeridas. “Quem possui problemas como úlcera e gastrite pode se beneficiar com o consumo diário de uma água alcalina”, afirma. Outras informações no rótulo também são importantes, como: nome da fonte, natureza da água, localidade, nome e endereço do concessionário, classificação. “Ano e mês do envasamento e prazo de validade são informações obrigatórias para todas as águas”.
 
Água mineral faz mal
?
 
De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Água Mineral (Abinam), a bebida é a que apresenta maior crescimento de consumo no Brasil. Cerca de 40% dos brasileiros compram água engarrafada. Mas é preciso ter atenção, pois, segundo a bióloga, alguns componentes podem deixar a água mineral prejudicial à saúde se for consumida em excesso. “O Nitrato, por exemplo, deve estar presente na água numa quantidade máxima de 50 mg/L (RDC 274/2005). Acima disso, já representa risco para o desenvolvimento do Câncer de estômago”.


Fonte: Mulher

Imprimir