Cidadeverde.com
Cidades

Racionamento de água é mantido em 27 cidades do Piauí por conta da seca

Imprimir

 

O racionamento de água continua em 27 municípios piauienses. A força-tarefa para o consumo consciente de água teve início em agosto devido ao período de seca. No Piauí, a cidade de Curimatá, a 775 de Teresina, é a mais castigada pela seca. 

O presidente da Agespisa, Emanoel Bonfim, explica que a empresa estabeleceu um limite médio de água para cada consumidor, seguindo o que prevê da Organização Mundial da Saúde(OMS).

"Uma família de quatro pessoas pode viver com seis metros cúbicos de água por dia. Esta foi a meta estabelecida pela Agespisa nos municípios onde há o racionamento", explica Bonfim.  

Em entrevista ao Notícia da Manhã, ele esclarece ainda que os consumidores que gastarem acima do pré-estabelecido pagará a mais na conta de água. Já para quem consumir até seis metros cúbicos de água, a tarifa social saiu de R$ 11,82 para R$ 5. 

Emanoel Bonfim ressalta que a Agespisa instalou hidrômetros em municípios do semiárido, o que facilita o controle sobre o consumo. 

No Piauí há mais de 60 cidades em situação de emergência, sendo que a Agespisa é responsável por mais de 40 municípios. 

Resultado de imagem para racionamento de agua piaui

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Imprimir