Cidadeverde.com
Últimas

Com nova central telefônica, número de ligações para o CVV aumenta

Imprimir

O Centro de Valorização da Vida (CVV), que atua há mais de 10 anos em Teresina, conta com nova estrutura da central telefônica, que permite atender a população que precisa de apoio emocional, por meio do número 188. O valor para a compra do aparelho foi doado pelo Rotary Club de Teresina Piçarra, permitindo que o CVV atenda mais pessoas do Estado.

“O novo sistema começou a funcionar no dia 1º de outubro e notamos o aumento das ligações. Estamos ajudando mais pessoas. Funcionamos 24h, todos os dias, atendendo os 224 municípios. Nós temos o apoio apenas da Prefeitura. Nesses 14 anos, é a primeira vez que vejo uma doação para o CVV. Agradecemos ao Rotary pela colaboração”, afirmou o voluntário Eyder Mendes.

Atualmente o CVV conta com 35 voluntários, e para a manutenção do serviço no Estado, o Centro abriu inscrições para curso de capacitação e seleção de novos voluntários. O curso iniciará neste final de semana.

“Para podermos atender a quem precisa de apoio emocional, faremos a seleção de novos voluntários, onde podem participar pessoas a partir de 18 anos. Não temos limite máximo de idade. Precisamos de pessoas que tenham disponibilidade de pelo menos quatro horas por semana, tenha boa vontade para escutar, sem realizar julgamentos, e precisa participar do curso”, explicou o voluntário.

O presidente do Rotary Club de Teresina Piçarra, Gustavo Mendes, ressalta o importante trabalho realizado pelo Centro. “O Rotary realiza diversas ações em Teresina e ao sabermos da necessidade do CVV, os associados do Rotary Club de Teresina Piçarra se juntaram para realizar a doação. O Centro desenvolve uma ação de extrema importância no Estado, temos um dos mais alto índices de suicídio. São pessoas que muitas vezes precisam apenas de alguém que os escutem, que é o trabalho do CVV, ouvir sem julgar”, destaca o rotariano.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir