Cidadeverde.com
Esporte

Gols nos acréscimos rebaixam Náutico e Santa Cruz à Série C do Brasileiro

Imprimir

O Boa Esporte respirou na Série B do Campeonato Brasileiro durante a tarde deste sábado. No Estádio Municipal de Varginha, o time local contou com três gols do inspirado Rodolfo para ganhar do Santa Cruz por 4 a 2, resultado que, ao final da rodada, levou o time pernambucano à Série C.

Com 43 pontos ganhos, o Boa sobe para a 13ª colocação. Já o Santa Cruz permanece com 33 pontos e sete vitórias, no antepenúltimo lugar, à frente apenas dos também rebaixados Náutico e ABC. A três partidas do fim do torneio, o CRB, primeiro time fora da zona de rebaixamento, soma 42 pontos e 11 vitórias.

Pela 36ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, às 21h30 (de Brasília) desta terça-feira, o Santa Cruz volta a campo para enfrentar o Paraná, time que ainda briga pelo acesso, no Estádio do Arruda. Ao mesmo tempo, o Boa encara o Luverdense, também ameaçado, no Passo das Emas.

O Boa conseguiu inaugurar o marcador logo aos 14 minutos do primeiro tempo, em cobrança de pênalti. Rodolfo recebeu de Felipe Matheus pela esquerda e foi derrubado por Wellington Cezar dentro da área. O próprio atacante bateu e deixou o time da casa em vantagem.

O Santa Cruz não sentiu o golpe e chegou ao gol de empate já no minuto seguinte. Após cobrança de escanteio de André Luís pela direita, o goleiro Fabrício falhou na saída. Ricardo Bueno aproveitou a sobra, a bola tocou em dois adversários e acabou dentro do gol.

O Boa retomou a vantagem no marcador aos 18 minutos do segundo tempo. Wesley recebeu pela esquerda e tocou para Rodolfo. Posicionado na entrada da grande área, o atacante girou em cima da marcação de Anderson Salles e bateu no canto esquerdo de Júlio César.

O time mineiro praticamente garantiu a vitória aos 22 minutos da etapa complementar. De forma questionável, o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior marcou toque de mão do de Guilherme Mattis dentro da área. Em novo pênalti, Rodolfo marcou seu terceiro gol na partida.

A equipe de Varginha ampliou aos 34 minutos da etapa complementar. Paulinho avançou pelo lado direito e bateu para defesa do goleiro Júlio César. Com tranquilidade, Wesley apanhou o rebote, limpou o arqueiro e o zagueiro Guilherme Mattis e quase entrou de bola e tudo.

O Santa Cruz chegou a diminuir a vantagem do Boa oito minutos antes do final do tempo regulamentar. Colocado no lugar de Bruno Paulo durante o segundo tempo, o experiente Grafite recebeu passe de Thiago Primão e definiu diante do goleiro Fabrício.

Náutico perde para o Londrina e cai para a Série C

Em jogo com dois times com objetivos diferentes na Série B do Campeonato Brasileiro, o Náutico teve sua queda decretada com  derrota por 2 a 1 para o Londrina, em plena Arena Pernambuco, resultado ruim para as duas equipes. O Timbu, com 31 pontos, na penúltima colocação, não tem chances matemáticas de permanência. Já o Tubarão, com 55 pontos, manteve vivo o sonho de entrar no G4, na sexta colocação.

O jogo começou equilibrado, com muita marcação no meio-campo. Aos oito minutos, primeira chance do Timbu, com William que recebeu com liberdade e bateu cruzado, para boa defesa de César. O troco veio no minuto seguinte, com Ayrton, que partiu para a jogada individual e chutou pela linha de fundo, com perigo. A disputa seguia lá e cá e, aos 11 minutos, Rafinha cruzou e William se antecipou para mandar para fora.

Mais Náutico no ataque, aos 16 minutos, com Rodrigues chutando de fora para defesa de César, que deu o rebote para Dico desperdiçar a chance. O Tubarão chegou bem em jogada de bola parada, aos 20 minutos, com Negueba cobrando falta, para a defesa tirar o perigo. O Londrina acordou na partida e partiu para a pressão. Aos 36 minutos, Carlos Henrique arriscou de longe, Jeferson soltou, e Artur mandou o petardo, por cima da meta.

O jogo era bom e, aos 37 minutos, Dico fez o cruzamento pra William subir e testar para fora, com muito perigo. Até que, aos 42 minutos, Lucas Ramón fez a jogada e tocou para Carlos Henrique, que entrou na área e bateu forte para estufar a rede e abrir o placar. Dico teve a chance de empatar, aos 44 minutos, e de frente para o gol isolou a bola.

Para a etapa final, o Náutico voltou com Bruno Mota e Gerônimo nos lugares de William e Cal Rodrigues. Aos cinco minutos, Aislan cobrou falta com perfeição e bateu o goleiro César para deixar tudo igual e manter viva a esperança. Aos 11 minutos, Gerônimo recebeu na intermediária, tirou o marcador e chutou para defesa de César. Aos 15 minutos, Dico pegou sobra de bola, empurrou para as redes, mas o árbitro marcou impedimento e anulou o lance.

Náutico no ataque, aos 30 minutos, com Rafinha entrando na área e parando em uma saída arrojada de César. O troco veio com Artur, que acertou um belo chute, no cantinho, para defesa de Jeferson. Já no desespero, Gerônimo chutou de muito longe, aos 40 anos, fácil para César. Ávila, aos 44 minutos, chutou cruzado e a bola passou raspando na trave.Já nos acréscimos, pênalti marcado para o Londrina. Germano cobrou e marcou, decretando a queda do Timbu.


Fonte: Yahoo

 

Imprimir