Cidadeverde.com
Geral

Jovem é morta com golpe de foice; suspeito é o marido

Imprimir

Atualizada às 16h15

Julimar Gomes da Silva, suspeito de assassinar a companheira, Samara Silva Vieira Lima, foi preso na tarde desta segunda-feira (20). Ele estava foragido desde o crime, que ocorre ontem (19) na zona rural de São Miguel do Tapuio, a 227 quilômetros de Teresina. 

Em depoimento ao delegado regional de Castelo do Piauí, Francírio Queiroz, o suspeito confessou o crime. 

“Ele confessou a autoria alegando desentendimento familiar. Que no dia eles começaram uma discussão e, nessa agressão, a golpeou com uma foice no crânio. Ele contou que estava junto com ela há quatro meses, mas de dois meses pra cá estavam se desentendendo. Isso foi um crime bárbaro, de feminicídio”, contou o delegado ao Cidadeverde.com. 

A Polícia Militar fez a prisão do suspeito, que estava escondido em uma casa, no povoado de São Nicolau, nas proximidades de onde residia com a vítima. 

Julimar será autuado pela comarca de São Miguel do Tapuio e será encaminhado para o sistema prisional. 

Matéria Original 

Mais uma mulher foi assassinada no Piauí. Desta vez, o caso aconteceu nesse domingo (19) na zona Rural de São Miguel do Tapuio, distante 227 quilômetros de Teresina. Uma jovem de 22 anos, identificada como Samara Silva Vieira Lima, foi morta a pedradas e golpes de foice supostamente pelo companheiro. A Polícia Civil considera o assassinato como feminicídio. 

O suspeito, Julimar Gomes da Silva, tinha união estável com a vítima e cometeu o crime, de acordo com a Polícia Civil, durante uma discussão. 

“Eles eram companheiros e em um contexto de violência doméstica dentro de casa ele cometeu o feminicídio. Utilizou uma pedra e uma foice na cabeça da vítima, que teve perda de massa encefálica e morreu na hora. Foi um crime brutal”, conta o delegado regional de Castelo do Piauí, Francírio Queiroz. 

Após o crime, o suspeito efetuou fuga e ainda não foi localizado. A polícia investiga quais teriam sido as circunstâncias e as motivações do assassinato de Samara. 

O delegado Francírio informa que relatos apontam que Julimar tem histórico de violência na comunidade e com a própria família, no entanto, não há nenhum registro formal contra ele na delegacia. 

Samara tinha dois filhos com o suspeito. A expectativa é de que ainda nesta segunda-feira (20) Julimar seja localizado e preso. 

 

Izabella Pimentel e Carlienne Carpaso
[email protected]

  • d28f7ed4-b833-4208-89c6-ed759bbbaa2f1.jpg Suspeito de matar a esposa é preso
    Policia Civil
  • 104b6754-10bd-4899-b8da-71e80971dbdc.jpg Delegado Francirio Queiroz
    Policia Civil
  • 2d291b49-81dc-4942-ba92-3416e83898de.jpg Arma usada no crime
    Policia Civil
  • sdsds.jpg Vítima foi morta com golpes de foice
    Policia Civil
  • 37fcb6f9-9f12-4b16-ade0-6fa42a81e997.jpg Policia Civil
Imprimir