Cidadeverde.com
Economia

Piauí é o segundo no país em redução da desigualdade, aponta estudo

Imprimir

Em 10 anos, o Piauí foi o segundo estado brasileiro a apresentar maior redução da desigualdade, de acordo com o estudo "Desigualdade no Brasil, uma perspectiva regional", divulgado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). 

O levantamento feito por Carlos Góes e Izabela Karpowick reúne dados referentes ao período entre 2004 e 2014, ou seja, não abrangem o período de agravamento da crise político-econômica nos anos seguintes.

No Piauí, o coeficiente de Gini, usado para medir o grau de concentração de renda, registrou uma queda de 18,1% no intervalo estudado. A variação só é menor que a do Maranhão, onde a queda na desigualdade foi de 18,6%. Depois aparecem Pernambuco (16,9%), Paraná (16,3%) e Goiás (15,6%).

A unidade federativa mais desigual é o Distrito Federal, com coeficiente 0,59 (o índice varia de 0 a 1, e quanto menor for o valor, melhor a distribuição de renda). Em Santa Catarina, o índice foi de 0,41. No Piauí, o valor chegou a 0,49. 

A elevação da escolaridade entre os mais pobres, o programa Bolsa Família e a formalização do mercado de trabalho estão entre os fatores apontados pela pesquisa como importantes nos resultados observador. 

Fábio Lima (com informações da Folha de São Paulo)
redacao@cidadeverde.com

Imprimir