Cidadeverde.com
Geral

Segóvia deve trocar superintendentes da PF no Piauí e em outros 12 estados

Imprimir

O novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, deverá trocar ao menos 12 dos 27 superintendes regionais do órgão no país. Dentre as mudanças está o Estado do Piauí que, atualmente, tem a frente da superintendência da Polícia Federal o delegado Antônio Tarcísio Alves de Abreu Júnior.  
 
Se houver mudanças, um dos nomes indicados para assumir o cargo é o da delegada Fabiana Macedo. A  PF deverá ter 7 das 27 superintendências chefiadas por mulheres, o maior número na história da PF – uma delas será mantida da gestão anterior: Rosilene Santiago, em Roraima.
 
Além do Piauí, as trocas devem ocorrer em Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Sergipe, Alagoas, Rio Grande do Norte, Maranhão e Acre. 
 
Pernambuco e Paraíba, contudo, já foram oficializados: Cairo Costa Duarte, antigo número 2 no Distrito Federal, assume Pernambuco. E o delegado André Vieira Andrade, que já atuou em Goiás e no Pará, comandará Paraíba.
 
Os superintendentes de São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Bahia, Ceará, Roraima, Amazonas, Rio Grande do Sul e Goiás são aqueles que serão provavelmente mantidos nos cargos pela nova gestão – nomes como o de Disney Rossetti (SP), Jairo Souza da Silva (RJ) e Élzio Vicente da Silva (DF). O delegado Rodrigo Teixeira deixará um cargo que ocupava no governo Fernando Pimentel (PT) para assumir a superintendência de Minas Gerais.
 
Lava Jato
 
Dois nomes com atuação importante na Lava Jato devem assumir superintendências. A delegada Érika Mialik Marena, que liderou o grupo em Curitiba, vai assumir Sergipe. Já o delegado Luciano Flores, que interrogou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, deve assumir no Mato Grosso do Sul.
 
O diretor de combate ao crime organizado, Maurício Valeixo, importante quadro da gestão do antecessor Leandro Daiello, será oficializado no Paraná, estado responsável pelas investigações da Lava Jato na primeira instância.
 
O Cidadeverde.com entrou em contato com a Polícia Federal no Piauí. A resposta foi de que até o momento nenhuma possível mudança foi formalizada. 
 
Veja abaixo os prováveis nomes dos próximos superintendentes:
 
Região Norte
 
Acre – Diana Calazans Mann (provável nova superintendente)
Amapá - indefinido
Amazonas - Alexandre Silva Saraiva (deve ser mantido)
Pará - indefinido
Rondônia - indefinido
Roraima - Rosilene Gleice Duarte Santiago (deve ser mantida)
Tocantins - indefinido
 
Região Nordeste
 
Alagoas – Rolando Alexandre de Souza (provável novo superintendente)
Bahia – Daniel Justo Madruga (deve ser mantido)
Ceará – Delano Cerqueira Bunn (deve ser mantido)
Maranhão – Cassandra Ferreira Alves Parazi - (provável nova superintendente)
Paraíba – André Vieira Andrade (novo superintendente)
Pernambuco – Cairo Costa Duarte (novo superintendente)
Piauí – Fabiana Macedo (provável nova superintendente)
Rio Grande do Norte – Tânia Fogaça (provável nova Superintendente)
Sergipe – Érika Mialik Marena (provável nova superintendente)
 
Região Centro-Oeste
Distrito Federal – Élzio Vicente da Silva (deve ser mantido)
Goiás - Chang Fan (deve ser mantido)
Mato Grosso - indefinido
Mato Grosso do Sul - Luciano Flores (provável novo superintendente)
 
Região Sudeste
 
Espírito Santo - indefinido
Minas Gerais - Rodrigo Teixeira (provável novo superintendente)
Rio de Janeiro - Jairo Souza da Silva (deve ser mantido)
São Paulo - Disney Rossetti (deve ser mantido)
 
Região Sul
 
Paraná - Maurício Valeixo (provável novo superintendente)
Santa Catarina - Paula Dora - (provável nova superintendente)
Rio Grande do Sul - Ricardo Andrade Saadi (deve ser mantido)
 
Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com
Com informações do G1 
Imprimir