Cidadeverde.com
Entretenimento

Naldo chora e pede perdão à mulher em vídeo

Imprimir
 

Naldo manda recado para Moranguinho

Uma publicação compartilhada por NaldoBenny (@naldobennyoficiall) em


O cantor Naldo Benny divulgou nesta quinta-feira um vídeo em que aparece chorando, pedindo perdão à mulher, Ellen Cardoso, pelas agressões físicas. Ele foi preso na tarde desta quarta-feira por porte ilegal de arma de fogo após ser denunciado pela mulher, que afirma ter apanhado do marido no último sábado. Segundo ela, durante uma briga, Naldo a agrediu com socos, chutes e puxões de cabelo. Moranguinho disse que as agressões do cantor já acontecem há sete anos, desde antes do casamento, e seriam motivadas por ciúmes.

"Quero incansavelmente pedir perdão à minha mulher. Eu amo muito a minha mulher. Quem me conhece sabe o cara de bem que eu sou. O quanto estou buscando me cuidar com profissionais, com situações que ela mesma falava para mim. Estou aqui morrendo de saudade da minha filha, da minha mulher. Estou aqui no quartinho dela olhando todas fotos nossas, arrependido, destruído, sem a menor vergonha de falar. Eu sei que as pessoas vão me bater, me julgar...", disse ele, aos prantos.

"Mas eu creio que Deus vai fazer um milagre, e eu quero agradecer a Ele em público pela restituição da minha família. Quero deixar muito claro para a minha mulher que eu estou arrependido e acabado, que eu a amo muito. Não queria que isso tudo tivesse acontecido".

Naldo também falou sobre a acusação de porte de arma de fogo, após a polícia encontrar uma pistola calibre 7,65 sem registro e munição em sua casa. A própria Ellen contou à polícia que o cantor tinha uma arma na residência.

"A arma não teve nada a ver com a briga. Ela estava aqui em casa por conta de assalto que eu tive aqui. Eu nem sabia onde estava a arma. A Ellen fala isso no depoimento dela", garante Naldo no vídeo.

O cantor falou até que já está buscando tratamento psicológico. "Vou lutar pela família incansavelmente. Estou disposto a melhorar e dar isso como exemplo para as pessoas que passam por isso, para que eu possa ajudar com o meu testemunho, a minha mudança de postura. Porque isso é horrível demais. Quem tem a sua família, quem ama a sua família sabe o que eu estou passando agora".

Naldo foi preso na tarde da última quarta-feira e deixou a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) em Jacarepaguá, após pagar fiança. A juíza Ana Paula Delduque Migueis Laviola de Freitas, do 3º Juizado de Violência Doméstica de Jacarepaguá, determinou, com base na Lei Maria da Penha, que o artista fique afastado da mulher, de seus familiares e das testemunhas do caso, mantendo distância mínima de 100 metros. Naldo também foi proibido de ter qualquer contato com Ellen por quaisquer meios de comunicação, inclusive pela internet.

Fonte: Extra

Imprimir