Cidadeverde.com
Esporte

Jogos de Inverno se encerram com Coreias lado a lado em cerimônia

Imprimir

Foto: Divulgação/Olympic.org

Os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang (COR) se encerraram neste domingo com festa da Noruega, que liderou o quadro de medalhas (39), e uma cena marcante. Coreia do Sul e Coreia do Norte caminharam lado a lado na entrada do estádio olímpico, dançaram e cantaram juntos. Um contraste com o passado recente de desavenças e ameaças de guerra em meio à crise nuclear.

Estiveram presentes o presidente da Coreia do Sul,Moon Jae-in, Ivanka Trump, filha do presidente dos Estados Unidos Donald Trump, e Kim Yong Chol, vice-diretor no Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte. O prefeito de PyeongChang, Sim Jae Kook, entregou a bandeira olímpica para Jining Chen, prefeito de Pequim, sede da próxima edição dos Jogos.

Os atletas carregaram as bandeiras da Coreia do Sul, da Coreia do Norte e a da península da Coreia. Antes, o presidente sul-coreano indicou até mesmo a intenção de norte-coreanos de abrir conversas com os Estados Unidos.

A Olimpíada interrompeu uma série de acusações entre Trump e o líder norte-coreano Kim Jong Un, dando espaço para uma grande atividade diplomática.

A cerimônia teve outros momentos marcantes. Houve a exibição de drones iluminados que formaram o mascote da Olimpíada de Inverno, o Soohorang, no céu. As luzes se transformaram em um coração. Um DJ fez a festa dos competidores com música eletrônica, e alguns atletas foram ao palco discursar.

– Vocês mostraram como o esporte pode unir as pessoas no nosso mundo frágil, mostraram como o esporte constrói pontes. O COI continuará com este diálogo olímpico, mesmo depois que a chama da Olimpíada estiver apagada – declarou o presidente do COI, o alemão Thomas Bach.

Fonte: Lance!

Imprimir