Cidadeverde.com
Últimas

Inaugurada delegacia de desaparecimento de pessoas no Piauí

Imprimir
  • ec217e9f-7b6b-4d6c-a2de-1033f9496400.jpg Graciane Sousa/Cidadeverde.com
  • f7610f50-4cce-4b38-860a-156ab05ab7a4.jpg Graciane Sousa/Cidadeverde.com
  • dab9924c-54bc-42fb-82ec-040767d13b82.jpg Graciane Sousa/Cidadeverde.com
  • 950f7537-d610-4db7-9845-0cb475eaee86.jpg Graciane Sousa/Cidadeverde.com
  • 439b890c-26f6-4b3f-b4c8-bb2c25f757bd.jpg Graciane Sousa/Cidadeverde.com
  • 83f604db-d2e9-4c66-bf05-d81c6b76d821.jpg Graciane Sousa/Cidadeverde.com
  • 9b6290fd-47b1-4d98-a4ea-72dded8d374a.jpg Graciane Sousa/Cidadeverde.com
  • 5b8c9dee-9f9f-4355-813e-52bd921da316.jpg Graciane Sousa/Cidadeverde.com

A primeira delegacia de investigação de desaparecimento de pessoas do Piauí foi inaugurada nesta quinta- feira (05).  A estrutura funcionará no prédio da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) também entregue hoje. 

"É um marco na investigação. Em outros estados isso já existe, mas no Piauí esse trabalho, geralmente, ficava a cargo dos distritos. A nova delegacia segue todo um protocolo de investigação. Um dos maiores casos de desaparecimento no Estado foi da Camilla Abreu que foi resolvido por nossa equipe", disse o coordenador geral do  DHPP,  Francisco Costa, o Baretta. 

O delegado diz que a inauguração da DHPP- que antes se chamava apenas DH- representa um marco na investigação criminal. 

"Nossa estrutura é equiparada as melhores agências de investigação do mundo. Com certeza vamos dar uma resposta ainda mais célere e eficaz", acrescenta Baretta. 

A DHHP conta com salas de reconhecimento e interrogatório modernas. Ao todo, seis equipes de delegados compõem o Departamento, incluindo o Núcleo de Feminicídio.

A vice-governadora, Margareth Coelho, o secretário de Segurança Fábio Abreu, o comandante- geral da PM-PI, Lindomar Castilho, delegado-geral, Riedel Batista, delegados de especializadas e de distritos da Capital participam da solenidade.

Protesto 

Do lado de fora da DHPP, agentes da Polícia Civil que estão em greve há três dias fizeram uma manifestação que também conta com apoio dos delegados. A categoria reivindica, entre outros pontos, reajuste salarial.


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Imprimir