Cidadeverde.com
Esporte

Vasco vira sobre o Atlético-MG na Colina

Imprimir
  • vas-atl-15.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-14.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-13.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-12.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-11.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-10.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-9.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-8.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-7.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-6.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-5.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-4.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-3.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-2.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  • vas-atl-1.jpg Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O ditado popular diz que a “voz do povo é a voz de Deus”. Aí, vai da crença de cada um, mas neste domingo, em São Januário, a torcida do Vasco demonstrou ter certa razão.

Pediu a entrada de Rildo e o atacante, que voltava de luxação de ombro, entrou e sofreu o pênalti já nos acréscimos, que garantiu a virada cruz-maltina sobre o Atlético-MG, na estreia do Brasileiro.

Otero abriu o placar para o Galo ainda no primeiro tempo e, depois dos 40 minutos do segundo tempo, Wagner e Pikachu asseguraram os três pontos, fazendo o Caldeirão explodir: 2 a 1.

Os técnicos Zé Ricardo e Thiago Larghi fizeram poucas mudanças para o jogo. Do lado vascaíno, Werley na vaga de Erazo (emprestado pelo Atlético-MG) e Evander. No Galo, Bremer na vaga de Léo Silva e Blanco para a de Adilson.

O Vasco começou melhor e criou chances, mas o Atlético-MG tinha Otero. No primeiro lance de ataque do time mineiro, o venezuelano arriscou da intermediária e acertou o ângulo direito de Martin Silva, que pareceu não ter acreditado muito na finalização.

Após o gol, Atético-MG passou a comandar as ações e esteve perto de ampliar – Gustavo Blanco carimbou a trave. A atuação do Vasco causou a ira da torcida, que esboçou vaias.

Zé Ricardo, então, sacou Thiago Galhardo, Rildo e Ríos do banco. O Vasco melhorou e passou a pressionar o Atlético-MG.

Depois de tanta insistência, o empate. Após bate e rebate na área, já nos minutos finais do confronto, a bola sobrou para Wagner, que mandou no canto esquerdo de Victor, que vinha tendo boa atuação.

Nos acréscimos, um susto. Fabio Santos e Thiago Galhardo disputaram a bola pelo alto e o vascaíno caiu desacordado. Muito perto do fim, Rildo invadiu a área pela esquerda e foi derrubado. Pênalti! Na cobrança, Pikachu bateu e garantiu a virada.

Fonte: Lance

Imprimir