Cidadeverde.com
Esporte

Tucumán consegue vaga histórica e Peñarol está fora da Libertadores

Imprimir

Pela primeira vez em seus 115 anos de história, o Atlético Tucumán conseguiu chegar às oitavas de final da Copa Libertadores da América. Essa é apenas a segunda vez que o modesto clube argentino disputa a principal competição do continente. 

Para abrilhantar ainda mais o feito, a classificação só foi confirmada diante de um empate fora de casa, com um jogador a menos. Assim, o Tucumán acabou com as chances de nada menos que o Peñarol, tradicional clube uruguaio e pentacampeão da Libertadores.

A última rodada do grupo 3 foi disputada simultaneamente na noite dessa quinta-feira. O Atlético Tucumán dependia apenas de um empate diante do Libertad, no estádio Dr. Nicolás Leoz, em Assunção. 

Apesar de Sanchez ter recebido o cartão vermelho com apenas 39 minutos do primeiro tempo, os visitantes conseguiram arrancar um 0 a 0, que também tornou o Libertad líder isolado da chave.

O Peñarol até fez a sua parte. No estádio Campeon del Siglo, em Montevidéu, os uruguaios venceram o The Strongest por 2 a 0, graças a gols de Palacios e Rodriguez ainda na primeira etapa. Nem mesmo a expulsão de Martinez Brazeiro no segundo tempo atrapalhou os donos da casa diante da equipe boliviana, que já entrou em campo eliminada.

O problema é que a vitória não bastou ao Peñarol. O Tucumán precisava perder no Paraguai. Dessa forma, Libertad, com 13 pontos, e os argentinos do Atlético Tucumán, com 10 pontos, avançam às oitavas de final. Enquanto Peñarol, com nove pontos, e The Strongest, com três, dão adeus ao torneio.


Fonte: Gazeta Press

Imprimir