Cidadeverde.com
Esporte

Negociações entre Santos e Real Madrid por Rodrygo podem sofrer atraso

Imprimir

Santos e Rodrygo esperam fechar contrato com Real Madrid o quanto antes. As boas atuações do atacante em campo renderam interesse nos merengues.

Jogador e agente viajaram para Espanha para resolver os últimos detalhes da negociação. Porém, existe um empecilho para o contrato ser assinado: Nick Arcuri, empresário do jovem.

De acordo com o UOL, o agente do atacante não receberia parte dos valores acertados entre Santos, Real Madrid e Rodrygo. Para jogar no Santiago Bernabéu, o atleta abriu mão de 10 milhões de euros (aproximadamente R$ 43 milhões) referentes aos 20% que possui de seus direitos.

O time da Vila Belmiro pediu cerda de 50 milhões de euros (aproximadamente R$ 219 milhões) de multa rescisória. Os espanhóis concordaram em pagar o valor imposto, porém a equipe santista tinha direito a 40 milhões de euros (aproximadamente R$ 175 milhões), já que é detentora de 80% dos direitos econômicos.

No entanto, o Santos não concorda em tirar dos 50 milhões os 10% referente a comissão do agente de Rodrygo. Por sua vez, o Real também recusou a pagar os valores ao empresário, já que, além da multa irá desembolsar 10 milhões de euros de comissão para o jogador - a famosa “luva”.

Em entrevista ao UOL Esportes, Arcuri ironizou a situação envolvendo o clube da Vila Belmiro.

"É a negociação mais limpa da história do Santos. 40 milhões de euros líquidos para o Santos. Não existe 1 euro de comissão para ninguém. Eu vou receber comissão do atleta. 

Eu não tenho nada para ganhar do Santos. Quem me paga não é o Santos, não tem 1 euro de comissão. Eu estou agregando e trazendo dinheiro para o clube. É o maior negócio da história do clube. E repito: é a negociação mais limpa da história do Santos”, ressalta.

A proposta do Real para o atacante envolve quatro milhões de euros por ano de salários (aproximadamente R$ 17,4 milhões) e 333 mil euros mensais (aproximadamente R$ 1,5 milhão). 


Fonte: Yahoo

Imprimir