Cidadeverde.com
Cidade Verde Amarela

Brasil empata com a Suíça e estreia com pior resultado desde a Copa de 1978

Imprimir

André Mourão/MoWa Press

CAMILA MATTOSO, DIEGO GARCIA E SÉRGIO RANGEL
ROSTOV, RÚSSIA (FOLHAPRESS) - Atualizada às 22h44

A seleção que chegou ao Mundial da Rússia com uma campanha arrasadora derrapou ao estrear no torneio. Nervosos e errando nas finalizações, os brasileiros apenas empataram com a Suíça, por 1 a 1, neste domingo (17), em Rostov.

Desde o Mundial da Espanha, em 1982, o time nacional sempre venceu na abertura da Copa do Mundo. O último tropeço foi em 1978, quando também empatou por 1 a 1, na ocasião com a Suécia.

O resultado deste domingo deixou a equipe de Tite no segundo lugar do Grupo E, empatada com os suíços. A Sérvia lidera após vencer a Costa Rica, por 1 a 0.

Na sexta-feira (22), o Brasil enfrenta os costa-riquenhos, em São Petersburgo. O time precisa de uma vitória para ficar numa posição mais tranquila no torneio. O último jogo da primeira fase é contra a Sérvia, no dia 27 de junho, uma terça-feira, em Moscou.

Um empate na estreia nunca aconteceu nas cinco campanhas vitoriosas da seleção (Suécia-1958, Chile-1962, México-1970, EUA-1994 e Japão/Coréia-2002).

Após o empate, os brasileiros reclamaram da arbitragem no lance do gol da Suíça, marcado por Zuber, aos 5min do segundo tempo.

Tite, porém, admitiu que seu time sofreu em campo contra os suíços.

"Até o gol, o volume foi forte. E depois retraímos demais, que não é o nosso normal. No intervalo, corrigimos alguns posicionamentos, tentamos ter uma saída mais adiantada. Mas, durante o jogo, a Suíça conseguiu ser melhor a partir do gol de empate", afirmou o treinador.

Foi o quarto empate da equipe com Tite no comando. Até agora, o treinador soma 17 vitórias e apenas uma derrota. O time fez a melhor campanha no período anterior à Copa desde o Brasil comandado por Zagallo em 1970.

Em Rostov, o atacante Neymar não encontrou espaços para jogar e foi o principal alvo dos adversários. Ninguém sofreu tantas faltas como ele em uma partida de Mundial desde 1998. Foram 10 no total.

O jogador do Paris Saint-Germain foi submetido a uma cirurgia no pé direito, em março, após quebrar o quinto metatarso num clássico contra o Olympique de Marseille pelo Campeonato Francês.

Após o jogo deste domingo, o atacante disse que sentiu dores no pé operado. Durante o jogo, mancou em alguns lances. Mesmo assim, jogou até o final.

O técnico da seleção brasileira Rodrigo Lasmar afirmou que a situação do camisa 10 da equipe de Tite não preocupa.

O empate em Rostov pressiona a seleção, que não vence em Copas do Mundo desde as oitavas de final de 2014, quando ganhou dos colombianos, por 2 a 1.

A partir daí, o time foi goleado pela Alemanha, por 7 a 1, em Belo Horizonte, e perdeu para os holandeses, por 3 a 0, na disputa do terceiro lugar, antes do empate na abertura da Copa da Rússia.

O único gol da seleção foi marcado pelo meia Philippe Coutinho. Ele colocou a seleção em vantagem com um chute de fora da área, aos 20min do primeiro tempo.

No segundo tempo, o Brasil cedeu o empate. Antes de cabecear a bola no gol, Zuber empurra o zagueiro Miranda. O árbitro mexicano Cesar Ramos não viu falta no lance.

"Olhei o gol [no vestiário] e achei normal. Num escanteio, você tenta criar espaços. Acho que a defesa não estava bem posicionada. Não foi uma falta", afirmou o técnico Vladimir Petkovic, da Suíça.

A defesa brasileira não era vazada há cinco jogos. Desde o início da era Tite, a seleção brasileira só levou seis gols em 22 confrontos.

Durante o jogo, o técnico tentou mudar o time. Fez as três substituições possíveis, mas as mudanças não deram resultados.

Tirou Casemiro, que já havia recebido um cartão amarelo, e colocou Fernandinho.

Em seguida, aos 21 minutos, sacou Paulinho e lançou Renato Augusto.

O Brasil pressionava, mas não conseguia o gol. Tite ainda trocou o ataque. Colocou Roberto Firmino no lugar de Gabriel Jesus.

No final, a equipe desperdiçou três oportunidades de vencer. O clima de oportunidade perdida pelos brasileiros, foi visto ao final do jogo. De uma lado, os jogadores da seleção sérios e frustrados enquanto suíços comemoraram o apito final em Rostov.

"A gente sabia que seria difícil. Jogamos contra uma grande seleção. Infelizmente não saímos com resultado que queríamos, mas temos mais dois jogos", afirmou Phillipe Coutinho

A estreia do Brasil foi assistida pelo presidente da CBF, coronel Nunes, e por Rogério Caboclo, eleito próximo comandante da entidade, no camarote principal do estádio. Eles estavam ao lado do presidente da FIfa, Gianni Infantino.

BRASIL
Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda, Marcelo; Casemiro (Fernandinho), Paulinho (Renato Augusto), Philippe Coutinho, Willian; Gabriel Jesus (Firmino), Neymar. T.: Tite
SUÍÇA
Sommer; Lichtsteiner (Lang), Schär, Akanji, Ricardo Rodríguez; Behrami (Zakaria), Xhaka, Shaqiri, Dzemaili, Zuber; Seferovic (Embolo). T.: Vladimir Petkovic
Local: Arena Rostov, em Rostov
Juiz: César Ramos (MEX)
Gols: Philippe Coutinho (B), aos 19min do primeiro tempo; Zuber (S), aos 4min do segundo tempo
Cartões amarelos: Casemiro (Brasil); Lichtsteiner e Schär (Suíça)
  • jogo-brasil-suica-parte6-6.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte6-5.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte6-4.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte6-3.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte6-2.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte6-1.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte5-5.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte5-3.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte5-2.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte4-9.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte4-8.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte4-7.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte4-6.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte4-5.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte4-4.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte4-3.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte4-2.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte4-1.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte3-9.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte3-8.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte3-7.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte3-6.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte3-4.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte3-3.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte3-2.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte3-1.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte2-5.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte2-4.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte2-3.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte2-2.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte2-1.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte1-5.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte1-4.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte1-3.jpg Pedro Martins / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte1-2.jpg André Mourão / MoWA Press
  • jogo-brasil-suica-parte1-1.jpg André Mourão / MoWA Press
  • aquecimento-brasil-suica-6.jpg André Mourão / MoWA Press
  • aquecimento-brasil-suica-5.jpg André Mourão / MoWA Press
  • aquecimento-brasil-suica-4.jpg André Mourão / MoWA Press
  • aquecimento-brasil-suica-3.jpg André Mourão / MoWA Press
  • aquecimento-brasil-suica-2.jpg André Mourão / MoWA Press
  • aquecimento-brasil-suica-1.jpg André Mourão / MoWA Press
Voltar Cidade Verde Amarela
Imprimir