Cidadeverde.com
Geral

Argélia desliga internet do país para evitar cola em prova

Imprimir

Foto: Divulgação/Internet

Para evitar a cola durante exame nacional para formandos no ensino médio, o governo da Argélia instalou detectores de metais e câmeras nos mais de 2 mil locais de prova espalhados pelo país. E para evitar vazamentos, as autoridades tomaram uma decisão drástica: cortar a internet, fixa e por redes móveis, em todo país. O desligamento dura uma hora após o início do teste, entre os dias 20 e 25 de junho.

A decisão foi tomada para evitar que episódios registrados em 2016 se repetissem. Naquele ano, questões foram vazadas em redes sociais antes e durante o exame. Ano passado, as autoridades pediram que os provedores de internet bloqueassem as redes sociais no período de provas, mas as medidas, de caráter voluntário, não funcionaram.

Em entrevista ao jornal local “Annahar”, a ministra da Educação Nouria Benghabrit afirmou ainda que o Facebook está bloqueado durante todo o período de provas. Ela disse não estar “confortável” com as medidas, mas o governo não “pode ficar passivo diante da possibilidade de vazamentos”.

A operadora estatal Algerie Telecom informou que os serviços de internet foram cortados “de acordo com instruções do governo, que visam garantir que os exames para o diploma do ensino médio corram com tranquilidade”.

As provas são aplicadas para cerca de 700 mil estudantes. Nos locais de aplicação, todos os dispositivos eletrônicos são proibidos, tanto para estudantes como para professores. Para tentar impedir a comunicação, foram instalados detectores de metais, câmeras e até mesmo bloqueadores de celular.

Fonte: Extra

Imprimir