Cidadeverde.com
Política

Proposta do PT desagrada emedebistas na Assembleia Legislativa

Imprimir


Foto:Ascom/PT

A direção do Partido dos Trabalhadores irá se na tarde desta quinta-feira  (12). Na pauta do encontro está a composição da chapa proporcional governistas.

De acordo com informações de líderes petistas, setores do PT já cogitam a possibilidade da sigla participar do chapão. Porém,  exigem uma condição: a indicação da senadora Regina Sousa na vaga de vice na chapa de reeleição do governador. 

A proposta gerou protesto dos  emedebistas que não aceitam trocar uma vaga na chapa majoritária para ter condições de manter uma boa bancada na Assembleia Legislativa. O partido mantém a indicação do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, para a vaga de vice, mas sem abrir mão do chapão. 

Na base aliada, já é dada como certa a indicação de Themístocles para a vice. O deputado João Madison (MDB) evita polemizar e diz que o partido vai esperar uma resposta do governador.

“O governador Wellington Dias é quem vai definir a chapa. Ele não nos falou nada. O que sabemos é pela imprensa. Vamos esperar”, disse.

No PT, o presidente deputado Assis Carvalho mantém a defesa da chapa pura. "Essa decisão não é só de uma pessoa, mas de todo o partido. São os delegados do PT que irão decidir. Teremos nosso encontro dia 27 onde a posição tomada será levada  para a convenção ", disse.

Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com 

Imprimir