Cidadeverde.com
Entretenimento

Nanda Costa: "Não tenho culpa nem vergonha de ser quem sou"

Imprimir

 

Namorando com a percussionista Lan Lanh desde 2014, Nanda Costa abriu o coração para QUEM e explicou por que demorou anos para falar do relacionamento.

“Estamos em um momento em que é fundamental cada um respeitar o seu tempo, eu respeitei o meu e não digo que estou assumindo, porque parece uma coisa errada, como assumir uma culpa", ressaltou a atriz.

"Não tenho culpa nem vergonha de ser quem eu sou, não vou esconder minha natureza. Se quiserem me rotular, vão rotular, mas eu me considero livre para amar. Não me rotulo porque quando você levanta uma bandeira pode acabar abaixando outras. Minha bandeira é o amor e a liberdade para amar quem quer que seja", afirmou ela, que tornou pública a relação com Lan Lanh no último Dia dos Namorados, com um post no Instagram.

No ar como a Maura da novela Segundo Sol, personagem que também revelou ser homossexual, Nanda comentou o amplo apoio que vem recebendo. “Isso só me fortalece. As pessoas estão falando que tive coragem. A liberdade e o amor são minha maior força”, disse ela ela, durante o lançamento da edição da revista Marie Claire de agosto, na qual é a estrela da capa ao lado de Lan Lanh.

“Tenho recebido milhares de mensagens, e se eu pudesse dar um conselho, seria: ‘se respeite, seja você e viva sua vida. Não se preocupe em se enquadrar em um lugar, porque existem vários lugares. Cada um é único. Negar a grandeza de ser você é se diminuir. O mais importante é ser honesto com a sua natureza'. Não quero que ninguém seja como eu, quero que seja como você mesmo, em sua maior potência. E nunca é tarde para ser feliz”, ensinou.

A atriz confessou ter ficado tocada com a repercussão do trabalho para a revista ao lado da namorada.

“Fui ficando emocionada enquanto via que estavam repostando a capa”, relembra Nanda, sobre o dia em que a capa da publicação foi divulgada e amplamente republicada nas redes sociais por celebridades e fãs. “Era o amor se multiplicando, então qualquer tipo de medo da aceitação foi combatido com uma onda de amor imensa”, contou.

Sobre a decisão de falar sobre o relacionamento gay na revista, Nanda diz ter ficado “tranquila e segura porque foi natural” e afirma que quis falar para que acabassem as especulações.

“A gente estava perdendo a naturalidade e não fazia sentido. Sempre fui muito livre. As pessoas confundem os atores com os personagens e sempre achei que quanto menos soubessem da minha vida pessoal, mais acreditariam nos personagens. Mas não fazia sentido eu não ser eu mesma, e me perguntei ‘até quando?”, completou.

Fonte: QUEM

Imprimir