Cidadeverde.com
Política

Vice de Lula, Haddad participa de caminhada com Flávio Dino no MA

Imprimir


Foto: reprodução/Instagram

O candidato a vice-presidente da República na chapa do PT, Fernando Haddad, participou na manhã deste sábado (25) de uma caminhada de campanha no município de Viana, no interior do Maranhão. Cercado de aliados políticos, o petista caminhou pelas ruas do centro da cidade localizada a 217 quilômetros de São Luís de braços dados com o governador maranhense, Flávio Dino (PCdoB), que disputa a reeleição.

O Maranhão é governado desde 2014 pelo PC do B, histórico aliado petista que, mais uma vez, se coligou com o PT na corrida pelo Palácio do Planalto. A deputada estadual Manuela D'Ávila (PCdoB-RS) é cotada para vice na chapa petista caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que é o candidato do PT à Presidência, não tenha o registro da candidatura aprovado pela Justiça Eleitoral.

Em meio à caminhada eleitoral em Viana, apoiadores da chapa petista gritavam "Haddad, guerreiro do povo brasileiro". O candidato a vice parou algumas vezes para cumprimentar e posar para fotos ao lado de eleitores.

Em uma das paradas, o petista deu declarações de apoio à tentativa de Flávio Dino ser reconduzido ao comando do governo maranhense por mais quatro anos.

"Estamos muito felizes de estar com você, Flávio. PC do B e PT juntos em defesa de um projeto que deu certo para o Maranhão", afirmou Haddad ao governador maranhense. "se Lula tiver na Presidência, vamos apoiar ainda mais o governador Flávio Dino", complementou.

Ex-prefeito de São Paulo, Haddad cumpre agenda eleitoral no Maranhão desde sexta-feira (24). No primeiro dia de campanha no estado, ele participou de comício em São Luís no qual estavam políticos aliados de PCdoB, PDT e PROS.

Lula não está podendo fazer campanha porque está preso desde abril em uma cela especial da superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba. Ele foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex no Guarujá (SP). Como foi condenado por um tribunal de segunda instância, o petista é considerado inelegível, com base na Lei da Ficha Limpa.

A candidatura de Lula foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e é alvo de 16 contestações. Até o julgamento delas, a candidatura continua válida.

Com o ex-presidente da República detido na capital paranaense, Haddad é quem tem viajado pelo país para fazer campanha em nome de Lula. O candidato a vice priorizou nesta primeira semana de campanha estados da Região Nordeste, principal base eleitoral do ex-presidente. Além do Maranhão, Haddad cumpriu agenda na última semana na Paraíba e em Sergipe.


Fonte: G1 

Imprimir