Cidadeverde.com
Esporte

Corinthians joga por vaga contra o Colo-Colo e para salvar Loss

Imprimir

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians 

LUCIANO TRINDADE
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

O futuro do técnico Osmar Loss no Corinthians passa pela partida desta quarta-feira (29), contra o Colo-Colo, às 21h45, em Itaquera, pela Libertadores.
Derrotado no jogo de ida das oitavas de final por 1 a 0, o time alvinegro precisa reverter a desvantagem para seguir em frente na competição. E ainda salvar o seu treinador.

Apesar do discurso recorrente da diretoria, sobretudo do presidente Andrés Sanchez, de que Loss permanecerá no comando independentemente do resultado, não será fácil manter-se cargo em caso de desclassificação.

O ex-auxiliar técnico assumiu a equipe em maio, ao substituir Fábio Carille, e contava naquele momento com o respaldo de seu antecessor, também um ex-auxiliar promovido a treinador do time.

Mas Loss não teve o mesmo início vitorioso que Carille. Pelo contrário: em 19 jogos, perdeu 9, empatou 3 e venceu 7. Sob seu comando, a equipe tem apenas um gol de saldo. Marcou 16 vezes e sofreu 15.

No último sábado (25), venceu o Paraná em casa após quatro jogos sem triunfos no Campeonato Brasileiro.

Por essas razões, ele faz questão de pedir à torcida apoio total e paciência para o duelo desta noite. "Espero que o comportamento seja o mesmo do [jogo contra o] Paraná: apoio irrestrito e incondicional. Que nos ajudem, nos empurrem, deem força na dificuldade do jogo e que tenham paciência", disse.

O Corinthians, porém, vai precisar muito mais do que de apoio da torcida para reverter o placar. Desde 2000, o time não sabe o que é conseguir uma virada em jogos de mata-mata da Libertadores.

A última vez que isso ocorreu foi diante do argentino Rosario Central, nas oitavas.

Em 2003, 2006 (River Plate), 2010 (Flamengo), 2013 (Boca Júniors) e 2015 (Guaraní), o time foi eliminado da competição sul-americana em condições semelhantes às que se encontra agora: perdeu o jogo de ida e não conseguiu reverter na volta. Todos esses jogos também foram pela fase de oitavas de final.

Loss tem conhecimento desse histórico. E está usando as armas de que dispõe para não fazer parte dessa escrita. Ele até faz mistério com relação à escalação do time.

Nesta terça-feira (28), fechou boa parte do treino realizado no CT do Parque Ecológico e deu apenas algumas pitas do time. "Ralf joga, Gabriel está suspenso. E Romero retorna à equipe. E paramos por aí", afirmou.

Além disso, o treinador ainda não sabe se poderá contar com o goleiro Cássio, que recupera-se de dores no quadril.

"Continua em tratamento. Vai seguir até momentos antes da partida, ele e os médicos vão falar se têm condição", explicou Loss. A presença do goleiro, campeão da Libertadores pelo Corinthians em 2012, é fundamental para aumentar a confiança da torcida na classificação.

Justiça torna Andrés réu sob acusação de crime tributário
A Justiça Federal em SP acolheu denúncia da Procuradoria-Geral da República contra Andrés Sanchez, presidente do Corinthians e deputado federal (PT-SP). O dirigente é acusado de crime tributário.

Segundo a denúncia, Andrés e três sócios teriam usado "laranjas" para abrir empresa com o objetivo de camuflar operações financeiras, causando prejuízo aos cofres públicos de R$ 8,5 milhões.

O advogado dele, João dos Santos Gomes Filho, disse que ainda não foi notificado da decisão. Ele descartou qualquer prática ilícita de Andrés.

CORINTHIANS
Cássio (Walter); Fagner, Pedro Henrique, Henrique, Danilo Avelar; Ralf, Douglas, Jadson; Pedrinho, Romero, Clayson (Roger). T.: Osmar Loss
COLO-COLO
Orión; Zaldivia, Insaurralde, Barroso, Opazo; Baeza, Carmona, Valdivia, Pérez; Barrios, Paredes. T.: Héctor Tapia
Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo
Horário: 21h45 desta quarta
Juiz: Nestor Pitana (ARG)
Imprimir