Cidadeverde.com
Últimas

Cepisa só irá falar sobre pedidos de prisão e multa após notificada

Imprimir
A Companhia Energética do Piauí - Cepisa - disse na tarde desta sexta-feira (21) desconhecer uma decisão judicial que determina a prisão do presidente da companhia, Flávio Decat, e multa diária de R$ 2 mil ao assistente da presidência, José Salan, por descumprimento de ordem judicial, atendendo pedido da construtora Gautama. A Cepisa estaria descumprindo decisão para realizar obras do programa Luz Para Todos, do Governo Federal.
Em contato com o Cidadeverde.com, a assessoria de imprensa do órgão disse que vem cumprindo todas as decisões judiciais, e que até o presente momento não chegou nenhuma citação ou notificação no sentido de prender ou multar diretores da empresa. Tratando o fato como uma suposta decisão, já que o pedido partiu da empresa Gautama, a assessoria disse que a companhia só se posicionará a respeito quando for notificada.
 
Desde março, a construtora Gautama recorre à Justiça para continuar as obras do programa Luz para Todos. O prazo para que a Cepisa cumpra a decisão de retomar as 15 mil ligações com a empresa flagrada na Operação Navalha, da Polícia Federal, seria de uma semana. Em caso de descumprimento, começa a aplicação de multa e prisão.
 
Tags:
Imprimir