Cidadeverde.com
Últimas

Lula escreve nova carta e critica general Mourão

Imprimir

Foto: Marlene Bergamo / Folhapress

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva escreveu, na tarde desta quarta-feira (19/8), uma carta endereçada ao candidato a vice-presidente pela chapa de Jair Bolsonaro (PSL), o general Hamilton Mourão (PRTB). Condenado a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o petista sugere que o militar não deveria ter chegado ao posto de general, rebate as declarações de Mourão sobre famílias pobres chefiadas por mulheres e aconselha que ele "faça um curso sobre Humanismo". 

"General Mourão, não julgue avós e mães pobres pelo seu conceito medíocre sobre a espécie humana. Se o senhor já pensava assim não deveria ter chegado a general e muito menos querer ser vice-presidente", escreveu o ex-presidente, que relembrou da criação dada a sua mãe para ele e sete irmãos. Lula cumpre pena na carceragem da Polícia Federal em Curitiba. O petista teve a candidatura a presidente rejeitada, por seis votos a um, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por se enquadrar nos critérios de inelegibilidade estabelecidos pela Lei da Ficha Limpa.  

Na segunda feira (17), em São Paulo, Mourão disse que famílias pobres "onde não há pai e avô, mas, sim, mãe e avó" são "fábricas de desajustados" que fornecem mão de obra ao narcotráfico. A frase gerou repercussão entre os usuários das redes sociais, que fizeram seus relatos em oposição. 

Na tentativa de diminuir o impacto, o general da reserva voltou atrás e disse que a declaração foi uma "constatação do que notadamente acontece em nossas comunidades carentes", e não uma crítica às mulheres.

Veja na íntegra a carta de Lula ao General Mourão:
 
Curitiba, 19 de setembro de 2018 
 
"General Mourão, não julgue avós e mães pobres pelo seu conceito medíocre sobre a espécie humana. Se o senhor já pensava assim não deveria ter chegado a general e muito menos querer ser vice-presidente. 

Eu e sete irmãos fomos criados por uma mulher analfabeta chamada Dona Lindu e duvido que exista alguém na sociedade brasileira que educou os filhos melhor do que ela. Pode ter igual, melhor nunca. 

General, um conselho, faça um curso sobre o Humanismo."

 Fonte: Correio Braziliense

Imprimir