Cidadeverde.com
Esporte

Messi entra no segundo tempo e ajuda Barcelona a arrancar empate em casa

Imprimir

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)

O Barcelona voltou a tropeçar para um adversário da parte de baixo da tabela no Campeonato Espanhol. Na manhã deste sábado (29), o time catalão entrou em campo sem Messi, poupado para a Liga dos Campeões, e arrancou um empate no fim com o Athletic Bilbao -que começou a rodada em 16º lugar. Quase 80 mil torcedores acompanharam o jogo no Camp Nou.

De Marcos abriu o placar para o Bilbao no primeiro tempo. Aos 38 da segunda etapa, Munir achou o empate após grande jogada de Lionel Messi, que começou a partida no banco e entrou no lugar de Vidal. Com o resultado, o Barcelona foi a 14 pontos. Na semana passada, o time havia perdido para o lanterna Leganés por 2 a 1.

Agora, o Barcelona dá uma pausa no Espanhol e volta as atenções para a Liga dos Campeões, em que enfrenta o Tottenham na quarta-feira, no Wembley, pela segunda rodada. O próximo compromisso no torneio nacional será no domingo (7), contra o Valencia. Já o Bilbao, que saltou para 14º lugar, recebe o Real Sociedad em San Mamés.

O maior destaque do jogo foi a solidez da defesa do Bilbao, que se fechou e tirou os espaços do Barcelona. O goleiro Simón, com três defesas importantes, fez sua parte quando a zaga não chegava a tempo. Já no ataque, Williams deu velocidade às jogadas do Bilbao e levou perigo, embora não tenha participado do gol.

Do lado do Barcelona, Messi entrou e mudou o panorama. Foi dele a jogada do gol de empate. O craque argentinou continuou martelando e colocou seus companheiros na cara do gol até o fim, mas eles não aproveitaram.

O Barcelona começou dominando as ações. Logo no primeiro minuto de jogo, Coutinho fez grande jogada, tabelou com Suárez e recebeu na área, mas foi bloqueado pela zaga do Bilbao. Na sequência, o uruguaio tirou tinta da trave em cobrança de falta.

Parecia que os donos da casa dominariam as ações - foi o que ocorreu, com exceção de alguns lampejos de Williams. O Barça manteve a posse, mas, sem Busquets e Messi, teve dificuldade para furar o sistema defensivo rival e criou poucas chances reais no primeiro tempo. As melhores saíram pelos pés de Suárez e Coutinho. O primeiro parou no goleiro Simón, já para o brasileiro faltou pontaria.

Encaixotado em seu campo de defesa, o Bilbao se destacou pela disciplina na marcação e chegou pouco ao ataque. O time teve um lampejo dos 11 aos 16 minutos e criou três chances perigosas em sequência com o veloz Williams -na melhor delas, o atacante driblou Ter Stegen e foi bloqueado por Vidal no momento da finalização.

Para piorar, o zagueiro Martínez sentiu uma lesão muscular e precisou ser substituído por Nolaskoain. O Barcelona dominava o jogo quando, aos 40 minutos, Dani García levantou na área para De Marcos, que recebeu nas costas de Sergi Roberto e só completou para a rede.

Os jogadores e a torcida do Barcelona reclamaram muito do tento marcado por De Marcos. Sergi Roberto, que estava na marcação do lateral e não conseguiu acompanhar, ergueu a mão para protestar. Segundo os catalães, faltou fair play por parte do Bilbao, já que dois atletas estavam caídos no lance que originou o gol.

Com a derrota parcial no intervalo, algo que não acontecia com o Barcelona desde janeiro, Ernesto Valverde lançou Messi e Busquets. O domínio do Barcelona ampliou, apesar da contínua dificuldade de transformar os lances de perigo em gols. Aos 34 minutos, Valverde sacou Dembelé e lançou o atacante Munir, que aproveitou uma jogada de categoria de Messi para deixar tudo igual.

Piqué, que passou a atuar mais adiantado, deu passe para Suárez e o uruguaio marcou. Mas já não valia mais nada: o camisa 9 foi flagrado em posição de impedimento. O Barça seguiu pressionando até o fim, com contra-ataques perigosos, mas Rakitic desperdiçou duas seguidas. Empate no Camp Nou. Após o apito, Messi reclamou com o juiz e levou cartão amarelo.

 

Imprimir